Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

BH Minha Cidade: Cidade Nova e União

06 de dezembro, 2019
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

Completos. Dois dos principais bairros da região Nordeste surgiram com o loteamento da fazenda de propriedade da tradicional família Silveira e, hoje, têm potencial para se tornar um “novo centro”.

Destaques da região Nordeste

História. Fazenda da família Silveira deu origem aos bairros Cidade Nova e União, que, hoje, têm infraestrutura completa e acesso facilitado por grandes avenidas

Nos anos 1960, muitas fazendas que ocupavam terrenos mais afastados do Centro da nova capital das Minas Gerais acabaram loteados. Uma delas foi a São João Batista, cuja sede estava localizada onde hoje se encontra o Minas Shopping. Parte de suas terras ainda se transformou na Fazenda do Retiro Sagrado Coração de Jesus, de propriedade da família Silveira.

Durante a década de 1960, a expansão urbana levou o patriarca da família, José Cândido da Silveira, a se desfazer das terras. O próprio José Cândido foi idealizador do primeiro loteamento, cujas vendas foram iniciadas em 1965. Mais tarde, a família firmou parceria com alguns empresários do setor imobiliário e o parcelamento foi redesenhado. O loteamento ficou então a cargo das construtoras Cinova, Alcindo Vieira e Mascarenhas Barbosa Roscoe.

Quando o loteamento da região começou, a Cinova comprou boa parte dos terrenos da Fazenda do Retiro e fez a urbanização da região. É daí que veio o nome “Cidade Nova”.

Porém, naquela época, o povoamento da região ainda era escasso. Apesar de contar com uma boa infraestrutura, as vendas iniciais não foram fáceis, em parte por causa do acesso precário a toda a região.

Foi somente quando houve investimento na construção e recuperação das ruas e estradas (principalmente após a construção do Túnel da Lagoinha, em 1971) que a ocupação aumentou. Portanto, foi só com o segundo parcelamento da fazenda, realizado em 1977, que a população cresceu e a região começou a atrair os primeiros comerciantes.

Outro bairro que hoje ocupa a área que pertencia à antiga Fazenda do Retiro Sagrado Coração de Jesus é o União. Seu nome deriva de sua própria origem, pois foi criado a partir da união de cinco vilas vizinhas – Laginha, Americana, Marília, Vilma e Severa.

Com o tempo, essas vilas cresceram e acabaram se misturando umas com as outras e todos passaram a conhecer o local como Vilas Reunidas. Por lá, moravam pessoas humildes que construíram suas próprias casas e muitas delas nem tinham acesso aos serviços básicos de água, luz e esgoto.

Quando as pessoas com renda mais elevada começaram a se mudar para a região, atraídas principalmente pelo loteamento do Cidade Nova e pela construção do Minas Shopping, do Hotel Ouro Minas e pela extensão do metrô, os terrenos do bairro foram valorizados. Foi então que as Vilas Reunidas ganharam o nome oficial de União.

Completa

A região do Cidade Nova e do União, atualmente, tem tudo o que o morador possa precisar para viver com conforto e praticidade. As ruas tranquilas, com pontos centralizados de comércio, garantem um quê de cidade do interior, que forma um ambiente perfeito para criar filhos com segurança e tranquilidade.

Vizinho de bairros como Palmares, Nova Floresta, Sagrada Família, Santa Inês, Silveira e Bairro da Graça, Cidade Nova e União ficam às margens da Avenida Cristiano Machado, que é ponto importante da mobilidade belo-horizontina. Além dela, outras principais vias de acesso são a Avenida José Cândido da Silveira e as ruas Coronel Pedro Paulo Penido, Júlio Otaviano Ferreira e Alberto Cintra.

Essa localização favorece também o acesso aos bairros, com diversas linhas de ônibus e do Move, com pista exclusiva. Algumas das linhas que ligam os bairros ao Centro, Centro-Sul e região, fora do circuito Move, são: 8102 (União/Sion); 8150 (União/Serra); 8108 (Cidade Nova/Savassi); 9410 (Sagrada Família/Coração Eucarístico), entre outros que passam pelas principais avenidas que cercam o bairro.

Por tudo isso, há quem diga que a região do Cidade Nova e União se transforme em um “novo Centro”. Isso graças à atividade comercial intensa e à possibilidade de deslocamento para todos os pontos da cidade. É esperar para ver!





Marcos da cidade

Atrativos. Serviços, educação, religiosidade e lazer não faltam para moradores do bairro Cidade Nova

Feira dos Produtores

Feira dos Produtores foi fundada na década de 1950. Tudo começou graças a uma união de produtores que buscavam distribuir seus hortifrutigranjeiros. Naquela época, a feira ficava no bairro Lagoinha, até o ano de 1981, quando foi transferida para o coração do Cidade Nova. A troca foi feita em um acordo com a Prefeitura, que cedeu o novo terreno em troca pelo que a feira ocupava anteriormente, onde hoje está a estação de metrô da Lagoinha.

Com amplo espaço interno, os hortifrútis são a grande vitrine de produtos oferecidos pela feira. Mas também é possível encontrar por lá excelentes bares, restaurantes, salões de beleza, lojas de roupas e acessórios, açougues e peixarias, empórios, adegas, floriculturas, lojas de artigos para casa e bricolagem e muitos quitutes típicos e regionais.

Estima-se que cerca de 70 mil pessoas visitem o local mensalmente e se encantam com a variedade de produtos de ótima qualidade. Para facilitar a vida do visitante, a feira possui estacionamento próprio, com cerca de 90 vagas, além de ter ambiente climatizado e equipe qualificada de segurança.





Foto: Reprodução Facebook

Colégio Espanhol Santa Maria – Cidade Nova

O Colégio Santa Maria Minas foi inaugurado em 20 de julho de 1903 pelas Irmãs Dominicanas, por intermédio do Conselheiro Afonso Pena e o Barão do Rio Branco, então ministro das Relações Exteriores do Brasil.

Inicialmente, funcionou no palacete Antônio Olinto, onde hoje está instalada a Basílica Nossa Senhora de Lourdes. Foi transferido depois para o Palacete do Conde de Santa Marinha, próximo à Estação Ferroviária. Em 22 de maio de 1909, o Colégio Santa Maria ocupou sede definitiva, localizada à Rua Jacuí, 237, no Floresta.

Anos mais tarde, em janeiro de 1985, foi inaugurado o Colégio Santa Maria Cidade Nova, que, em 1999, por meio do convênio assinado entre a Sociedade Mineira de Cultura e o Ministério da Educação e Cultura da Espanha, tornou-se Colégio Espanhol Santa Maria Cidade Nova.

Com a mudança, houve uma ampla extensão do currículo de estudos, que assegurou aos alunos o reconhecimento do curso bilíngue pelo Governo Espanhol. Hoje, a escola é sinônimo de tradição e qualidade educacional, amparada nos valores cristãos.





Foto: Reprodução Google

Praça Guimarães Rosa

No coração do Cidade Nova está também a Praça Guimarães Rosa. Revitalizada em 2017, a atração ganhou uma estátua em homenagem ao grande escritor brasileiro que empresa seu nome ao local. A obra de arte foi confeccionada pelo escultor Stamar de Azevedo Júnior, mais conhecido como Tazico, da cidade de Cordisburgo, em Minas, e foi inaugurada como forma de celebrar os 50 anos da morte de Guimarães Rosa.

Um verdadeiro presente para o bairro, a estátua foi oferecida pela Academia de Letras João Guimarães Rosa da Polícia Militar de Minas Gerais, com o apoio do Clube dos Oficiais da PMMG. Já a obra de revitalização do espaço ficou a cargo da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), via Diretoria de Infraestrutura Urbana da Coordenadoria de Atendimento Regional Nordeste, e durou 45 dias.

A estátua de tem 1,67m de altura e foi erguida sobre um pedestal de 70 centímetros. A peça, feita de cimento e ferro, mostra Guimarães Rosa fardado como capitão-médico, cargo que ocupou em 1932, durante a Revolução Constitucionalista.





Foto: Na Pracinha

Clínica Cidade Nova

Fazendo jus à fama de ser um bairro completo, o Cidade Nova oferece aos seus moradores uma clínica que oferece atendimento em diversas especialidades. Inaugurada em 1999, foi criada por um grupo de médicos que buscavam levar atendimento de qualidade para um dos principais bairros residenciais de BH.

Atualmente, a clínica oferece mais de 2 mil consultas por mês, atendendo de forma particular ou por meio de diversos convênios.





Foto: Reprodução Google

Museu do Bordado

Idealizado pela advogada, escritora e artista contemporânea Beth Lírio, o Museu do Bordado é um dos atrativos mais interessantes do bairro Cidade Nova. Primeiro, Beth criou uma rede de colaboradores que buscou os materiais para serem utilizados no museu. Ela também trabalha com recuperação e restauração de peças, limpeza de tecidos e catalogação de doadores, entre outros.

O acervo do museu conta com toalhas, lençóis, fronhas, toalhas de batismo e camisolas, algumas delas datando de 1790. O Museu também oferece aulas de desenho artístico, pintura a óleo sobre tela, pintura acrílica e pintura em tecido.





Foto: Reprodução Facebook

Paróquia Santa Luzia

Oito anos depois de a oficialização do bairro (criado em 1967), em 1975 o Cidade Nova recebeu o Arcebispo Metropolitano D, João Resende Costa, que lançou a pedra fundamental da Paróquia Santa Luzia. No dia da santa, dia 13 de dezembro daquele ano, comemorou-se pela primeira vez a Festa da Padroeira no bairro Cidade Nova.

Mas foi apenas em 1978 que as obras da igreja se iniciaram. Anos depois, em 1985, Dom João Resende Costa assinou o Decreto 368, criando a Paróquia. As obras foram encerradas nos anos 2000, quando foi instalada uma placa comemorativa marcando a data.

A Paróquia tem grandes proporções para atender à comunidade da região. São 2.848,44 m² de área construída e três pavimentos, sendo o piso principal da igreja correspondendo a 695,17 m².

Foto: Reprodução Google

Vizinho de peso





Investimento. Minas Shopping é o maior empreendimento comercial da região e fez dos bairros União e Cidade Nova um novo polo de crescimento da capital mineira

Inaugurado em setembro de 1991, o Minas Shopping está localizado no bairro União e é o maior empreendimento comercial da região Nordeste de Belo Horizonte. A facilidade de acesso ao mall é um dos seus principais atrativos, uma vez que ele foi o primeiro a contar com uma estação de metrô integrada e com estação de BRT/Move.

Segundo o gerente geral do Minas Shopping, Fábio Freitas, o empreendimento teve papel importante no desenvolvimento da região Nordeste. “No início da década de 1990, a região nordeste de Belo Horizonte ainda era pouco habitada e não havia áreas comerciais relevantes”, revela. “Os empreendedores, à época de inauguração do mall, vislumbraram o potencial de crescimento da região, principalmente se houvesse no local um shopping center como incentivador de desenvolvimento.”

E a perspectiva se confirmou. Com quase 30 anos em funcionamento, o Minas Shopping transformou a região em um dos principais polos de crescimento da capital mineira, com a atração de novos empreendimentos para os bairros próximos.

Os números são realmente expressivos. “Com cerca de 360 lojas, o Minas Shopping ocupa um terreno de 85,7 mil metros quadrados, sendo aproximadamente 118 mil metros quadrados de área construída e 50 mil metros quadrados de ABL (Área Bruta Locável). Circulam pelo Minas Shopping, em média, 60 mil pessoas por dia”, conta Fábio.

Quem mora no entorno ainda pode aproveitar uma série de iniciativas que possibilita a relação entre os moradores. “Um deles é o projeto Felizidade. O programa promove atividades físicas gratuitas para os participantes, com orientação de um educador físico. Antes destinado apenas a pessoas com mais de 55 anos, o projeto ampliou o atendimento depois de firmar parceria com o Circuito Unimed Ativa e agora atende a todas as idades. Essa iniciativa é uma forma de contribuir para a promoção de hábitos mais saudáveis entre os clientes”, comemora o gerente geral do mall.

Outro projeto importante de convivência entre as famílias é o “Escola Bike Anjo no Minas Shopping”. De acordo com Fábio, “o empreendimento é o primeiro e único shopping do Brasil que adotou o projeto Bike Anjo e oferece, aos domingos, cerca de 3.600 m² de estacionamento coberto para a prática do esporte.” Com a iniciativa, as pessoas podem levar suas bicicletas ou podem usar as cedidas pelo projeto, além de contarem com voluntários que ensinam crianças e adultos a pedalar.





Entrevista com Leirson Cunha





Bate papo. Vice-presidente das Corretoras de Imóveis da CMI/Secovi-MG fala sobre o mercado imobiliário de dois dos principais bairros da região Nordeste

A trajetória de Belo Horizonte não poderia ser contada sem se ressaltar o desenvolvimento da Região Nordeste, que teve participação fundamental na industrialização do município. Na década de 1970, a região recebeu a implantação planejada de alguns de seus principais bairros, como o Cidade Nova e o União.

Com isso, concentraram-se por lá atividades diversificadas como o comércio, a prestação de serviços e as atrações socioculturais. Assim, pode-se dizer que, hoje, Cidade Nova e União são bairros completos.

Para o vice-presidente das Corretoras de Imóveis da CMI/Secovi-MG (Câmara do Mercado Imobiliário e Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário de Minas Gerais), Leirson Cunha, tudo isso faz com que os bairros tenham ótima “morabilidade”. Segundo ele, esse é “um ponto forte e atrativo para quem reside e trabalha na região, proporcionando valorização e objeto de desejo para se viver e trabalhar.” Confira mais detalhes:

JORNAL DA CIDADE Quais as características do mercado imobiliário dos bairros Cidade Nova e União?

LEIRSON CUNHA Os bairros Cidade Nova e União são vizinhos e estão inseridos na mesma administração regional da prefeitura de Belo Horizonte, a Nordeste.
O bairro Cidade Nova teve sua evolução ao longo dos anos mais fortemente percebida. Muito se deve, principalmente, por ser atendido por uma das principais avenidas de Belo Horizonte, a Cristiano Machado, hoje a principal via de ligação do Centro à saída para o Aeroporto Internacional de Confins.

O bairro tem características bem tradicionais, parques ecológicos e praças que permitem bem o convívio familiar. Há também um polo comercial, sobretudo na região da Feira dos Produtores, o que tornou bem mais atrativa a região. No entorno da Feira dos Produtores há um comércio bem consolidado e variado e que, muitas vezes, são geridos por moradores locais, o que traz ainda mais “morabilidade” — somatória de vários fatores, como planejamento urbano, habitação, mobilidade, acesso à segurança, saúde, educação e tecnologia, entre outros, que determinam a qualidade de vida dos cidadãos— para o bairro e cria conexões mais fortes entre a comunidade. Esse é um fato interessante e que muitos comerciantes conhecem os fregueses pelo nome.

O bairro União teve sua “gênesis” com foco em ser residencial; entretanto, nas últimas duas décadas, esse cenário mudou bem. No bairro, está localizado um dos principais shoppings da capital, o Minas Shopping, inaugurado no início da década de 1990. Recentemente, o bairro foi palco de inúmeros empreendimentos imobiliários vultosos, com, por exemplo, o Centerminas, além de hotéis e novos centros empresariais, tornando a região mais atrativa para moradia e trabalho. O bairro possui uma região que se desenvolveu nos últimos cinco anos. Uma característica bem peculiar em uma de suas vias, a famosa Alberto Cintra, que tem uma forte vocação para bares e restaurantes, é um novo “point” de encontro na capital.

Uma característica bem marcante em ambos os bairros é que são muito arborizados, sendo beneficiados por um belíssimo parque linear, com mais de 51 mil metros quadrados, como também pode ser chamada a Avenida José Candido da Silveira, muito utilizada para prática de esportes e lazer com a família. Aos domingos, um trecho da avenida é fechado por um período, dando ainda mais liberdade aos moradores e visitantes para aproveitarem com mais segurança os momentos de lazer e esporte. Também é comum, em ambos os bairros, serem observados nos quintais das casas mais antigas, árvores frutíferas e, em alguns casos, até mesmo hortas, dando ainda um ar de mais “morabilidade” para a região.

Atualmente, qual a média de moradores nos dois bairros? Qual a média de preço do m² nos bairros União e Cidade Nova?

Em termos de valorização dos imóveis nos bairros União e Cidade Nova, apesar de serem bairros vizinhos, o valor do metro quadrado de um imóvel ofertado para venda no Cidade Nova tem a tendência a ser superior se comparado com imóvel de características semelhantes no União. Em linhas gerais, essa variação está entre 10% a 20%; entretanto, é muito importante lembrar que esse não é o principal fator decisório numa aquisição ou locação. Além das características do imóvel, é necessário colocar na balança os benefícios do entorno e outros fatores que um especialista do mercado imobiliário poderá orientar. Um fato relevante é a abertura, em breve, da Via 710, uma importante via que fará a ligação da região Leste à Nordeste, e passará pelo bairro União. A expectativa é o natural processo de valorização em seu entorno.

Quais os principais atrativos desses dois bairros?

Além dos diversos atrativos citados acima, importante destacar a mobilidade urbana nos dois bairros, por serem atendidos pela av. Cristiano Machado, há uma maior facilidade de locomoção por meio do transporte público, uma vez que há estação do Move (São Gabriel) e estações do Metrô (Minas Shopping e São Gabriel) bem próximos.

Ao longo dos anos, quais as principais mudanças no mercado imobiliário da região? Houve um aumento na procura por esses bairros?

Ao logo dos anos, os bairros Cidade Nova e União se beneficiaram com o progresso, passaram por processo de completa urbanização e possibilitaram o crescimento imobiliário por meio de remodelação de edificações e criação de novos empreendimentos residenciais e comerciais. Isso permitiu a criação orgânica de suas próprias centralidades, o que torna a “morabilidade” um ponto forte e atrativo para quem reside e trabalha na região, proporcionando valorização e objeto de desejo para se viver e trabalhar.

Confira outras edições do caderno BH Minha Cidade. 


Sobre Jornal da Cidade BH:

Portal de notícias de BH e região, com informações sobre eventos empresariais, negócios, economia, política, cobertura social e muito mais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário