Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

Entrevista com Juliano Murlick

08 de novembro, 2019
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

Bate Papo. CEO de uma startup de serviços conta como funciona o app que facilita a contratação de mão de obra

O brasileiro já está acostumado a realizar diversas atividades por meio do celular, a citar o uso de aplicativos bancários, de lojas ou contratação de serviços de delivery e de transporte. Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes e Lojistas mostrou que 7 em cada 10 brasileiros utilizam smartphones para realizar compras online.

Contratar mão de obra é algo que também pode ser realizado por meio de app. O Triider, por exemplo, que começou a operar recentemente em Belo Horizonte, é um site e aplicativo disponível para Android e IOS destinado a conectar clientes a prestadores de serviço autônomos. Desenvolvido por quatro amigos, o app é produto da startup gaúcha que surgiu há três anos e está expandindo nacionalmente.

“Quem nunca teve problemas para conseguir contratar um bom prestador de serviço?”, questiona Juliano Murlick, CEO da Triider. “A proposta do app é evitar esses problemas”, afirma. Em entrevista ao JORNAL DA CIDADE, Murlick conta como surgiu a ideia e como ele enxerga o crescimento de aplicativos no Brasil.

JORNAL DA CIDADE Como a startup surgiu?
JULIANO MURLICK Fiz boa parte da minha carreira profissional dentro de uma instituição financeira de Porto Alegre. Em 2011, iniciamos uma transformação nessa empresa, que era bastante burocrática. Nesse tempo, estudei bastante e me aprofundei no mundo das startups. Depois, fui buscar uma oportunidade dentro de uma grande startup e trabalhei por um ano na Amazon. Paralelo a isso, estava fazendo uma reforma em minha casa e tive dificuldade de encontrar bons profissionais. Uma pesquisa no Google mostra 50, mas qual o bom? A ideia do Triider surgiu durante essa experiência.

Como funciona o aplicativo?
Após baixar o app, o cliente seleciona o serviço desejado e responde a algumas perguntas. Na sequência, a plataforma disponibiliza aos prestadores de serviço qual é o trabalho buscado, e eles respondem com os orçamentos. Os valores ficam visíveis para o usuário, que pode escolher conforme o preço, avaliação de serviços anteriores, entre outros critérios. Os pagamentos são feitos com cartão de crédito por meio da plataforma, assim como acontece no Uber, por exemplo, com possibilidade de parcelamento em até seis vezes sem juros.

Leia também: Entrevista com Celio Faria

Como o Triider se preocupa com a segurança no atendimento?
Acredito que uma das maiores preocupações do cliente é receber um serviço bem feito e de uma pessoa de confiança. No Triider, todos os prestadores passam por uma avaliação de documentos oficiais, como RG, CPF e comprovante de residência, checagem de antecedentes criminais, análise de referências profissionais e ainda um treinamento presencial. Então, para nós, não basta só se cadastrar. O prestador tem que passar por todos esses processos. Além disso, oferecemos uma garantia de até R$5mil para negligências, e o usuário só tem o valor descontado do cartão após a realização do serviço.

Por que escolheram Belo Horizonte para iniciar a expansão?
Optamos por Belo Horizonte por ser uma cidade com um histórico muito interessante na utilização de produtos digitais. Entendemos que há um amplo potencial de crescimento e que seria uma ótima oportunidade de perceber como nosso serviço será recebido em outras cidades. A cidade faz parte do nosso projeto de expansão desde o início.

Você acredita que os aplicativos chegaram para modificar a forma como o ser humano se relaciona com produtos e serviços?
A nossa forma de relacionar com produtos e serviços já vem se modificando há anos, à medida que novas tecnologias surgem. O uso inteligente de aplicativos é um modelo de negócios que pode ser replicado em diversos setores. E isso é algo muito positivo.

Entrevista com Juliano Murlick
5 (100%) 1 voto[s]


Sobre Jornal da Cidade BH:

Portal de notícias de BH e região, com informações sobre eventos empresariais, negócios, economia, política, cobertura social e muito mais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário

×
Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!