Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

Declaração de Imposto de Renda pode ser momento de solidariedade

11 de março, 2019
Foto: Assistida Fundação Sara Albuquerque
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

Doação. Uma das épocas mais temidas pelo contribuinte é o momento de declarar o imposto de renda. Em 2019 o período tem início no dia 7 de março e termina no dia 30 de abril. Sempre que a época da declaração do Imposto de Renda está se aproximando a gente começa a questionar, ainda mais, porque pagamos tantos impostos e para onde vai o dinheiro. Onde ele está sendo investido, tendo em vista tantos problemas na saúde, segurança e outros serviços públicos essenciais.

Sendo assim, saber que existe a opção de escolher o destino de uma parte do imposto que pagamos, pode ser um alento. E mais que uma escolha, um direito amparado pela Lei Federal 8.069/90. A lei possibilita a destinação de até 3% do imposto de renda para o Fundo da Infância e Adolescência – FIA, e, mediante esta destinação, ajudar instituições que apoiam crianças com câncer, como a Fundação Sara Albuquerque, que há 20 anos dá assistência  a crianças e adolescentes com câncer em Belo Horizonte e Montes Claros.

Desirée Mourão, gerente da Fundação em Belo Horizonte, ressalta como este recurso destinado pelos contribuintes é importante para a manutenção da assistência prestada às crianças e adolescentes com câncer.

“É por meio dessa destinação que podemos continuar fornecendo o custeio de medicamentos e consultas de alto valor, transporte dos assistidos para hospitais e laboratórios, além de muitos outros programas que permitem que o tratamento seja o menos traumático possível, tanto para as crianças quanto seus familiares”.

E ao contrário do que parece, essa destinação é super fácil e rápida, e pode ser feita na própria declaração. E, caso ela seja feita por um contador, basta informar a ele sobre o desejo de fazer a destinação.

Caso o contribuinte tenha valores a serem restituídos, eles virão acrescidos dos 3% destinados. E caso tenha imposto a pagar, 97% vai para o governo e o restante é encaminhado ao FIA, ou seja, além de ser um gesto de solidariedade, não tem nenhum custo.

A maioria das pessoas que não fazem a destinação não têm conhecimento desta possibilidade, ou acham que será algo burocrático ou oneroso, o que não é o caso. Entretanto, esta é uma maneira muito simples de tornar uma obrigação, um pouco mais leve, sabendo que o cidadão vai escolher o destino de pelo menos um pouquinho dos seus impostos.

Confira no site da Fundação Sara um vídeo com o passo a passo de como fazer a destinação, além de todos os programas de assistência.

 

×
Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!