Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

Mobilidade elétrica dita a moda

15 de setembro, 2019
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

Salão de Frankfurt. Fabricantes alemães investem mais e apresentam suas soluções sobre rodas para um futuro não muito distante

A mobilidade elétrica é tema da maioria dos estandes dos principais expositores, durante o Salão do Automóvel de Frankfurt, que se encerra no próximo dia 22 de setembro, na Alemanha. Os fabricantes locais são os que mais investiram na “armada” eletrificada que faz e fará parte da paisagem das ruas e avenidas das cidades e das rodovia mundiais.

O Volkswagen ID.3 é um deles. O carro, que contou com a participação de brasileiros em seu desenvolvimento – como os designers Marco Pavone, Felipe Montoya e Fabio de Carlis – está sendo considerado um capítulo fundamental na história da Volkswagen, assim como o Fusca e o Golf.

O ID.3 muda todos os conceitos ao trazer o motor elétrico na parte inferior do veículo. Para garantir a eficiência aerodinâmica foram aplicados rodas maiores (aro 20 polegadas), um spoiler alongado e para-choques dianteiros e traseiros projetados para auxiliarem na baixa resistência ao vento.

Leia também: Hyundai apresenta novo HB20 na Bahia

O espaço da BMW tem como tema o futuro do prazer ao dirigir. A empresa lança novidades para os mais variados segmentos em que atua e que refletem a sua capacidade de inovação em suas áreas de atuação. O Vision M Next é o principal representante desta visão de futuro.

Estão sendo exibidos variantes híbridas plug-in do BMW X3, BMW X1 e BMW Série 3 Touring, e do MINI Cooper S E. Os visitantes podem conferir a estreia da terceira geração do BMW Série 1; assim como o luxuoso esportivo de quatro portas BMW Série 8 Gran Coupe; o esportivo e versátil Série 3 Touring; e o novo X1.

Visão Elétrica

A Honda realizou uma série de anúncios em Frankfurt, com mais detalhes sobre sua estratégia de “Visão Elétrica” para a Europa. A estratégia compromete a empresa a eletrificar 100% de suas vendas de automóveis na Europa até 2025.

O primeiro passo nesse plano foi o lançamento do CR-V Híbrido, seguido pelo lançamento do Honda e. Prototype no Salão do Automóvel de Genebra, no início deste ano. Após um verão de aparições em toda a região, a empresa revelou a versão final de produção em massa do Honda e. pela primeira vez em Frankfurt. Em 2020, o fabricante vai lançar a próxima geração do Jazz.

Também durante a mostra, a montadora japonesa apresenta o Power Charger que permite o carregamento AC ideal em qualquer estacionamento, durante apenas quatro horas.

A Mercedes-Benz foca em soluções sustentáveis ​​para o futuro da mobilidade, refletidas nos produtos e na estratégia de negócios. Como exemplo desse luxo sustentável, o Vision EQS comemorou sua estreia mundial. A marca também apresenta 19 outros veículos ao público pela primeira vez.

O sedã Vision tem um alcance de até 700 quilômetros. Graças a um motor de 350 kW de potência e um torque disponível de 760 Nm, acelera dos 0 aos 100 km / h em 4,5 segundos. Com uma capacidade de 350 kW, o modelo recarrega suas baterias em 80% em menos de 20 minutos.

A Mercedes-Benz também está expandindo sua família de híbridos plug-in com as estreias mundiais de três carros compactos e dois derivados de SUV.

A Audi exibe dois lançamentos mundiais e uma gama de primeiras exibições em Frankfurt. A revelação maior é o AI:Trail, a visão de um futuro modelo off-road com motorização elétrica. Outro modelo que fará sua primeira aparição será o novo RS 7 Sportback, que expande o portfólio de veículos de alto de desempenho da Audi Sport GmbH. O carro de competição na Fórmula E, o e-tron FE06, pode ser admirado pela primeira vez em sua nova configuração técnica e com seu novo projeto.

Leia também: Geração nº 12 do Corolla tem versão híbrida

A Ford é outra que mostra diversos de carros eletrificados na Alemanha. As novidades incluem o híbrido Puma EcoBoost, os híbridos plug-in Explorer e Tourneo Custom – que podem ser recarregados na tomada – e o Kuga, primeiro modelo da marca a oferecer as opções de híbrido leve, total e plug-in.

Além das montadoras, fabricantes de componentes e fornecedores da indústria também mostram estar atentas a esta movimentação rumo ao futuro elétrico.

É o caso da ZF, que apresenta soluções prontas para o mercado que reduzem de imediato as emissões de CO2 no trânsito, com destaque para o EVplus, conceito para a próxima geração de híbridos plug-in.

Sua autonomia totalmente elétrica superior a 100 quilômetros faz com que o veículo elétrico seja compatível para uso diário. O motor de combustão interna é utilizado apenas nas ocasiões de viagem de longa distância.

Assim, a eletromobilidade é possível no uso do dia a dia para um amplo grupo de clientes com apenas um carro para a família. Além disso, a ZF fornece sistemas para novas soluções de mobilidade, como serviços de transportes elétricos autônomos para centros urbanos. Isso pode auxiliar as pessoas a mudar seus hábitos para aproveitar novas opções de mobilidade que não agridem o meio ambiente.





Vitrine mundial, feira é plataforma para intercâmbio profissional

Salão de Frankfurt. Apesar da ausência de 18 marcas, lançamentos importantes aparecem pela primeira vez na Alemanha

O Salão do Automóvel (IAA 2019), que vai até o próximo dia 22 de setembro na Alemanha, é ainda a principal vitrine mundial da indústria automobilística. Mas isso não foi suficiente para fazer com que algumas marcas desistissem da edição deste ano. A exemplo do que já aconteceu – guardadas as devidas proporções – no Salão do Automóvel de São Paulo em 2018, quando marcas tradicionais ficaram de fora.

Pelo menos 18 marcas não estão na mostra (Toyota, Lexus, Subaru, Mazda, Suzuki, Kia, SsangYong, Citroën, Ferrari, Maserati, Bentley, Bugatti, Nissan, Peugeot, Mitsubishi, Fiat, Jeep e Alfa Romeo)

Mas a feira é ainda uma plataforma importante para intercâmbio profissional e de excelentes contatos comerciais. Os visitantes encontram os principais expositores e podem discutir e interagir com especialistas de alto escalão em vários eventos e na conferência da IAA 2019. E há muito para ver: estreias mundiais, tecnologias, estudos e conceitos de pesquisa nunca vistos.

Leia também: BH e Uberlândia na rota do Audi Sport Experience

Além de fabricantes de veículos de todo o mundo, a indústria internacional de fornecedores, além de várias empresas iniciantes e players das indústrias de tecnologia, TI e mobilidade, também estão em Frankfurt.

O IAA 2019 tem uma lista de importante de novidades.  Um deles é o novo Land Rover Defender.

Novo Defender

Considerado ícone da marca britânica, o veículo foi repensado para superar os padrões do século 21: enquanto sua silhueta se mantém em uma referência clara às versões anteriores, elementos contemporâneos foram adicionados ao design, bem como uma série de evoluções tecnológicas. Várias opções de acessórios ainda permitem a personalização ideal para que cada proprietário aproveite ao máximo o que o mundo tem a oferecer.

A linha compreende os modelos S, SE, HSE, First Edition e, o top de linha, Defender X, com carroceria em versões 110 e 90.

O Defender 110, por exemplo, oferece configurações de quatro, cinco, ou cinco + dois assentos, com espaço de carga atrás da segunda fileira de até 1.075 litros. Caso a segunda fileira seja dobrada, o espaço aumenta para 2380. Já o Defender 90 poderá acomodar até seis ocupantes em um veículo de tamanho compacto para a família.

O piso emborrachado é durável e evita estragos resultantes das aventuras diárias, ou das expedições, fornecendo um interior limpo apenas com um pano ou escova. Um teto de tecido dobrável opcional proporciona a sensação de teto aberto e permite que os passageiros nos assentos da segunda fileira do 110 se levantem quando estacionados para proporcionar uma experiência completa de safári.

O novo Land Rover Defender chega ao mercado mundial com quatro opções de motores, sendo duas a diesel e duas a gasolina, todas equipadas com sistema Stop/Start inteligente que auxiliam na economia de combustível. Entre as opções, a Land Rover confirma a introdução do motor P400 com tecnologia PHEV, híbrido entre eletricidade e gasolina, que desenvolve 400 cv de potência e é capaz de rodar somente no modo elétrico por alguns quilômetros.

Leia também: Suzuki confirma presença em feira

Há ainda a opção de motor a gasolina: P300 Turbo twin-scrool de 2.0 litros e quatro cilindros, capaz de levar o modelo da imobilidade aos 100 km/h em 8,1 segundos.

Outro motor a gasolina disponível na linha Defender é o P400 MHEV, um 3.0 de seis cilindros, conta com um sistema de turbocompressor twin-scrool convencional, aliado a uma bateria de 48V com um cinto integrado de partida em substituição ao alternador. O sistema desenvolve 400 cv de potência e 56,08 Kgfm de torque. Uma bateria de 48V que armazena a energia cinética gerada pelas frenagens do modelo auxilia o motor a gasolina em situações de trânsito ou off road intenso.

O modelo ainda conta com duas opções de motores a diesel, a D200 ou D240, ambas com quatro cilindros e 2.0 litros, com tecnologia de twin turbo sequencial que oferecem 43,84 Kgfm de torque cada e desenvolvem 200 cv e 240 cv, respectivamente.

Taycan

O Salão do Automóvel de Frankfurt também é palco para a apresentação mundial do sedã Porsche Taycan.

Os primeiros modelos da nova série são o Turbo S e o Turbo. Eles representam a vanguarda da Porsche E-Performance e estão entre os modelos de produção mais potentes da marca.

Versões menos potentes desses veículos com tração nas quatro rodas virão ainda este ano. O primeiro derivado a ser acrescentado à gama será o Taycan Cross Turismo, no final do ano que vem.

A versão de topo do Taycan, o Turbo S, pode gerar até 560 kW (761 cv) de potência com overboost e em combinação com o sistema Launch Control, enquanto o Taycan Turbo disponibiliza até 500 kW (680 cv).

Leia também: Terranova recebe a Range Rover Evoque

O Taycan Turbo S acelera de 0 a 100 km/h em 2,8 segundos, enquanto o Taycan Turbo chega à mesma velocidade em 3,2 segundos. O Turbo S tem uma autonomia de até 412 quilômetros e o Turbo pode rodar até 450 quilômetros com uma carga da bateria (segundo a norma WLTP, nos dois casos). A velocidade máxima de ambos os modelos, que têm tração nas quatro rodas, é 260 km/h.

Com seu design limpo e purista, o Taycan marca o início de uma nova era. Ao mesmo tempo, ele mantém o inconfundível DNA de design da marca.





Mobilidade elétrica dita a moda
5 (100%) 1 voto[s]


Sobre Jornal da Cidade BH:

Portal de notícias de BH e região, com informações sobre eventos empresariais, negócios, economia, política, cobertura social e muito mais.

Senha o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário

×
Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!