Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

FCA inicia operação de inédito simulador dentro da PUC Minas

28 de março, 2018
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

Tecnologia. A validação de veículos produzidos pela FCA (Fiat Chrysler Automobiles) não precisará ser, necessariamente, feita com o uso de muletos, aqueles carros camuflados que estamos acostumados a ver pelas ruas e estradas do Brasil. A montadora, com unidades industriais em Betim e Goiana (PE), confirmou o início dos trabalhos do SIMCenter, onde fica um poderoso e moderno simulador que utiliza sinais de telemetria e das reações do motorista para realizar uma análise completa do automóvel e do ecossistema onde ele está inserido.

O equipamento, instalado no Departamento de Engenharia do campus Coração Eucarístico da PUC Minas, começou suas operações em fevereiro deste ano, e será um avanço na área de engenharia experimental da FCA, tanto no que se refere à eficiência das informações, quanto no tempo e custo de desenvolvimento dos produtos. “Agora os testes poderão ser feitos a partir de modelos matemáticos de suspensão e de dinâmica veicular prontos, já que se pode andar no carro no simulador, de três a quatro meses após o início do projeto, ao passo que para se construir muletos demora-se entre 8 e 12 meses”, afirma supervisor de Inovação da FCA, Toshizaemom Noce.

O SIMCenter surgiu de uma parceria da FCA com a PUC Minas, e integra o Inovar-Auto, regime automotivo do Governo Federal, encerrado no final de 2017, que visou a criação de condições para o aumento de competitividade no setor produzir veículos mais econômicos e seguros.

O investimento foi compartilhado entre a montadora e a universidade. Foram R$ 18 milhões através de financiamento do BNDES, um crédito subsidiado e voltado para projetos de inovação, que a montadora terá a responsabilidade de quitação. A PUC Minas, por sua vez, participou com a infraestrutura – local, obras civis, vigilância, energia elétrica etc.

Único da América Latina e também inédito até mesmo dentro do próprio grupo, este tipo de simulador é composto por uma plataforma que faz todos os movimentos de um veículo a partir de atuadores (nove, no total). Há um cock-pit com sistema de áudio que reproduz sons do motor e as reações dos pneus com o piso, além de uma tela curva com ângulo de visão de 230 graus.

“O ambiente onde vamos simular os testes podem ser alterados. Também podemos calibrar a geometria da suspensão, qual combustível utilizado e ainda simular diversas condições de cenários e pistas”, explica Noce.

Segundo ele, os movimentos do cockpit são integrados às imagens da tela e alinhados com os comandos realizados pelo motorista, guiados em tempo real pelos instrumentos dentro de uma sala de controle.

O engenheiro observa que através das simulações pode-se definir as características técnicas e funcionais de cada componente do veículo que determinam a sua dinâmica, tais como os amortecedores, molas, pneus, direção, freios e barras estabilizadoras. As características são definidas nas simulações e, então, viram especificações técnicas para a construção de peças físicas do modelo.

O cock-pit do equipamento foi montado dentro de um Jeep Renegade, mas é possível abastecer o equipamento com informações e realizar testes de qualquer modelo das marcas da FCA.  Além disso, o motorista pode dirigir em circuitos diversos, entre eles o Campo de Provas da FCA em Balocco, na Itália, ou até mesmo no Circuito de Hockenheim, onde são disputadas provas do automobilismo.

Toshizaemom Noce salienta como diferencial do SIMCenter a interação do motorista, uma vez que a maioria das simulações é feita no computador sem a presença do piloto real. “O conceito aplicado, chamado de driver-in-the-loop, permite ao condutor, em tempo real, avaliar o comportamento do veículo em que medida que as variáveis são ajustadas”, acrescenta.

Dessa forma, a tecnologia aplicada no Centro permite gerar dados sobre o comportamento dos condutores em diferentes estímulos, como distração por cansaço e efeito de bebidas alcoólicas; interação homem-máquina e ergonomia; infraestrutura viária com avaliação de sinalizações e traçados de rodovias que ainda não foram construídas, sempre em ambiente controlado e seguro.

SIMCenter tem como objetivo gerar inovações e pesquisas com foco na segurança de veículos, pessoas, sistemas viários e mobilidade.  Embora tenha sido criado dentro de um ambiente universitário, os estudantes ainda têm pouco acesso ao equipamento, mas, aos poucos, sempre sob coordenação de professores e de engenheiros da FCA, designados para operar o sistema, terão mais oportunidades de ter contato com a máquina.

Hoje, a PUC Minas oferece o curso de Engenharia Mecatrônica, espécie de mistura de Mecânica e Eletrônica, que forma profissionais para a indústria automotiva, em especial para a planta da FCA em Betim e da Iveco, em Sete Lagoas. Um curso de Engenharia Automotiva, ainda inédito no Estado, está sendo criado para ceder ao mercado gente ainda mais especializada no setor.  No Brasil, apenas a FEI, em São Paulo, e a Universidade Federal de Santa Catarina, possuem a oferta desta graduação.

Foto: Léo Lara/Estúdio Cerri

Texto: Luís Otávio Pires

Avalie este conteúdo


Sobre Luis Otávio Pires:

Luís Otávio Pires, editor, 51 anos. Jornalista com cerca de 30 de experiência na profissão, já trabalhou em diversos veículos de imprensa de Belo Horizonte, como os jornais Diário da Tarde, Estado de Minas e Hoje em Dia. Também foi assessor de imprensa da General Motos. Formado na PUC-MG em Jornalismo e também em Publicidade e Propaganda, tem pós-graduação em Marketing. Em sua carreira, já participou de coberturas de eventos nacionais e internacionais, como Salões do Automóvel de São Paulo, Frankfurt, Paris, Detroit e Turim, além de ter sido repórter especializado em Fórmula-1 (anos 90). Além de editor do Jornal da Cidade, hoje atua como colunista da rádio BandNews FM BH (coluna Acelera).

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário

×
Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!