Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

Cactus é a esperança de “volta por cima” da Citroën

28 de agosto, 2018
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

Lançamento. Imagine um carro que possui um “alerta de café” que informa a hora de o motorista parar, pois já dirigiu por duas horas seguidas a 70 km/h e por isso necessita deste descanso.

Esse é um dos caprichos do novo utilitário esportivo C4 Cactus que a Citroën lançou nesta terça-feira, durante convenção para a imprensa especializada de todo o País em Mogi das Cruzes (SP).

O modelo é o mais novo integrante da fábrica do grupo PSA em Porto Real, a cerca de 150 quilômetros do Rio, que chega às concessionárias da marca a partir de outubro.

Mas desde já os interessados podem encomendá-lo e aguardar o momento de desembolsar entre R$ 68.990 a R$ 98.900, por uma das seis configurações, distribuídas em três versões (Live, Feel e Shine, em bom português “ viver, sentir e brilhar”.

Inspirado em Você

São verbos que demonstram a grande expectativa da Citröen que espera dar a volta por cima, agora em sua nova estrutura de gestão no País – bem mais ligada à Peugeot – e com um posicionamento de mercado mais defino.

Trata-se do slogan “Inspired By You”, inspirada na vida e atitude das pessoas; ou seja, muito mais voltada e preocupada com o seu consumidor que andou meio esquecido nos últimos anos.

Ou pela falta de uma rede de concessionárias mais competente ou pela ausência de produtos mais adequados.

A presidente da Peugeot, Citroën e DS no Brasil, Ana Theresa Borsari, reforça a tese e destaca que o Cactus é fruto da própria ousadia e inovação da marca.

“O modelo chega para romper com os códigos do segmento, oferecendo uma nova visão SUV. É um produto conectado aos desejos e às necessidades de nossos clientes, que buscam mais dinamismo, tecnologia e conforto”, afirma.

Segurança e auxílio

E por falar no Coffee Break Alert, trata-se de um alerta que assume a forma de uma mensagem de display, acompanhado de um sinal sonoro, incentivando você a fazer uma pausa.

Se o motorista não seguir o conselho, o alerta é repetido de hora em hora até que o veículo pare.

Mas os equipamentos de segurança e auxílio à direção deste C4 não param por aí. Há mais. Veja:

Active Safety Brake – Sistema de Frenagem Automática e Alerta de Colisão;

Alerta de Saída de Faixa: ajuda a prevenir a baixa vigilância ou um simples momento de desatenção do motorista;

Alerta de Atenção ao Condutor: avalia o nível de alerta do motorista, identificando mudanças de trajetória em relação às marcações de faixa;

Assistência em Subidas (Hill-Start Assist);

Controle de aderência (Grip Control).

Chevron tridimensional

No C4 Cactus a frente é alta e o Chevron tridimensional cromado estende-se por meio da grade até as extremidades.  Na parte baixa, os projetores adotam uma nova máscara negra.

O novo para-choque tem um ângulo de ataque maior (22°).  Um dos destaques é o teto flottant (flutuante) – que dá continuidade ao vidro traseiro projetado – e as barras de teto que também trazem o mesmo conceito.

As rodas são aro 17 polegadas diamantadas, calçadas por pneus de uso misto.

O C4 Cactus também conta com proteções nas molduras das caixas de rodas e na parte inferior da carroceria.

Na traseira, os grupos óticos têm dois módulos LED alongados e com efeito 3D.

O novo SUV pode ter carroceria biton, com três combinações de cores de teto (Branco Banquise, Preto Perla Nera e Azul Esmeralda), que se misturam a seis cores disponíveis da carroceria (Branco Nacré, Cinza Alumínio, Cinza Grafito, Preto Perla Nera e Azul Esmeralda).

Painel digital

O painel do Cactus é 100% digital e traz acabamentos da tela da central multimídia em preto brilhante.

Todas as versões contam com uma central multimídia de sete polegadas com sistema de áudio com Bluetooth e Mirror Screen, função que permite duplicar ou transferir na tela tátil a exibição de seu Smartphone compatível.

Motor 1.6 com três potências

O Cactus é equipado com dois tipos motores 1.6 litro, sendo um aspirado – com dois níveis de potência – e um turbo.

O destaque é mesmo o motor THP, sigla de Turbo High Pressure (turbo de alta pressão) 16V flex, que gera potência máxima de 173 cv (com etanol) e um torque máximo de 24,5 kgfm. Nesta versão, o câmbio é automático sequencial de seis marchas.

Resultado de uma parceria entre a PSA e a BMW, o THP assegura um desempenho capaz fazer o Cactus acelerar de 0 a 100 km/h em 7,3 s (com etanol) e atingir a velocidade máxima de 212 km/h.

Já o motor 1.6 120 Vti Flex Start  fornece 122 cv a 5.800 rpm e um torque de 16,4 kgfm a 4.000 rpm nas versões manuais, e 118 cv a 5.750 rpm e um torque máximo de 16,1 kgfm a 4.750 rpm quando equipado nas versões automáticas.

Fotos: Pedro Bicudo/Divulgação
Texto: Luís Otávio Pires (*)

(*) Jornalista viajou a Mogi das Cruzes (SP), a convite do Grupo PSA

Outras notícias sobre setor automotivo na sessão Velocidade.

Avalie este conteúdo


Sobre Luis Otávio Pires:

Luís Otávio Pires, editor, 51 anos. Jornalista com cerca de 30 de experiência na profissão, já trabalhou em diversos veículos de imprensa de Belo Horizonte, como os jornais Diário da Tarde, Estado de Minas e Hoje em Dia. Também foi assessor de imprensa da General Motos. Formado na PUC-MG em Jornalismo e também em Publicidade e Propaganda, tem pós-graduação em Marketing. Em sua carreira, já participou de coberturas de eventos nacionais e internacionais, como Salões do Automóvel de São Paulo, Frankfurt, Paris, Detroit e Turim, além de ter sido repórter especializado em Fórmula-1 (anos 90). Além de editor do Jornal da Cidade, hoje atua como colunista da rádio BandNews FM BH (coluna Acelera).

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário

×
Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!