Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

Aparelho funciona como o terceiro olho do motorista para evitar acidentes de trânsito

27 de março, 2020
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

Segurança. Apesar de tanta tecnologia presente nos carros, principalmente nos do segmento de luxo, as estatísticas não mentem: a cada 15 minutos, uma pessoa morre em um acidente de trânsito no Brasil. Segundo especialistas, entre as causas mais comuns de acidentes com morte estão a desatenção, o excesso de velocidade, a ingestão de álcool e a desobediência à sinalização.

Para auxiliar os motoristas, chegou ao Brasil o Mobileye, um dispositivo com tecnologia israelense que funciona como um “terceiro olho” na condução de veículos e emite alertas visuais e sonoros. O dispositivo também lê as placas de velocidade máxima, calcula distâncias entre veículos e prevê impactos antecipadamente, atuando como um “salva-vidas” do asfalto.

Através de uma câmera instalada no para-brisa do carro, próxima do ponto de apoio do espelho retrovisor interno, o aparelho consegue identificar formas, veículos e pedestres, além de texturas – como marcações de faixa e placas de sinalização de trânsito.

Os dados internos e externos são interpretados em milésimos de segundos e o visor emite sinais de alerta ao calcular potenciais riscos. Ao receber o alerta, o motorista ganha um tempo de reação. Assim, a tecnologia previne 90% das colisões decorrentes de falhas humanas.

Há também uma versão direcionada para veículos de grande porte. O Mobileye Shield+ funciona por meio de sensores instalados na parte frontal e em pontos estratégicos, cobre pontos cegos e fornece avisos para a prevenção de colisões.

Informações sobre aquisição: www.fftechbr.com.br





FOTOS / Divulgação JC  / FFtechbr


Sobre Jornal da Cidade BH:

Portal de notícias de BH e região, com informações sobre eventos empresariais, negócios, economia, política, cobertura social e muito mais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário