Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

Trabalho voluntário no exterior

30 de agosto, 2018
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

Turismo. Programas de curta duração permitem que o viajante aproveite parte das férias para ter experiências enriquecedoras e inesquecíveis

Muitas pessoas querem aproveitar uma viagem ao exterior já planejada com a oportunidade de realizar um “algo a mais” e muitas vezes a disponibilidade de tempo não é tão grande e, portanto, um curso de línguas ou mesmo um curso na sua área pode ser inviável. O que poucas pessoas sabem é que hoje existem opções de programas de trabalho voluntário com duração a partir de 2 semanas. Isso mesmo, você pode aproveitar parte das suas férias para fazer um programa que com certeza irá mudar a sua forma de enxergar o mundo e a si mesmo.

Um exemplo são os programas oferecidos pela Intervip e sua parceira na África do Sul e Namíbia. São aproximadamente 40 projetos voluntários em áreas sociais e de conservação.

São projetos onde o voluntário irá trabalhar com idosos, crianças e com diferentes comunidades. Já nos projetos de Conservação o foco é animais de pequeno e grande porte e também preservação da natureza.
Você não precisa ter experiência ou qualquer habilidade específica para fazer esse programa, a idade mínima, dependendo do projeto, pode variar de 17 a 21 anos. E um nível intermediário alto de inglês será exigido – mas caso você não tenha o nível mínimo poderá também fazer um curso de inglês intensivo antes do início do seu programa voluntário.

O mais importante é ser uma pessoa divertida, entusiasmada e com muita vontade de se doar! Ser comprometido, flexível e aberto a novas experiências. Outra opção bastante enriquecedora é a combinação de turismo + voluntariado na Índia e Nepal. Uma oportunidade única para você conhecer esses dois destinos como um “nativo” e ainda fazer a diferença na vida de alguém. São programas a partir de 2 semanas de duração, em diferentes épocas do ano. Você poderá trabalhar em projetos como empoderamento feminino, trabalhar com crianças, dentre outros.

Mas, afinal, por que alguém decide fazer esse tipo de programa? Nossa cliente Vanessa Malta Xavier engenheira de produção, 26 anos, decidiu aproveitar suas férias de janeiro e fazer um trabalho voluntário na África do Sul. Veja a seguir o que ela contou sobre sua experiência.

Qual a principal razão de ter optado por fazer um programa de voluntariado?

Sempre foi uma paixão e fez parte da minha vida. Sempre tive vontade de fazer um programa de voluntariado no exterior porque acredito que, além de ser a melhor forma de realmente conhecer um lugar, é a melhor maneira de ir além e dar algo em troca, um novo país sem duvidas irá te proporcionar experiências inesquecíveis: contribuir com algo é uma das oportunidades incríveis.

Onde você fez o programa? Por quanto tempo? Quais eram suas atividades?

Fiz o programa no abrigo para crianças em Masizame, Plettenburgh Bay. Infelizmente devido ao meu trabalho no Brasil fiquei apenas 20 dias, se pudesse teria ficado muito mais! Difícil resumir em poucas palavras as atividades… Pela manhã, trabalhei no projeto social que abriga crianças que sofreram violências muitas vezes inimagináveis por nós. Ajudando desde as atividades de educação e recuperação até as brincadeiras e danças. À tarde, trabalhava em outra vertente do projeto que abrigava temporariamente crianças que estavam nas ruas proporcionando por um breve período um lugar seguro onde encontravam um teto, alimentação, atividades recreativas e até mesmo um simples banheiro e roupas limpas. Em outros momentos, fomos às ruas mapear e oferecer nossa ajuda a crianças que ainda estavam sofrendo essa dura realidade.

Suas expectativas foram atendidas?

Foram superadas! Foi sem dúvida uma das melhores experiências da minha vida. Foi algo que me mudou, aprendi muito sobre mim e sobre o mundo. Independente da situação, em um lugar que muitos pensariam ser improvável, encontrei muito amor, alegria e esperança! Levarei para sempre todos os aprendizados. Saber que, mesmo que por poucos dias, trouxe um sorriso na vida dessas crianças é algo indescritível! Sinto falta todos os dias das pessoas incríveis que conheci e desse lugar que já considero minha segunda casa.

Por que as pessoas deveriam fazer um programa de voluntariado? Você acha que qualquer um tem o perfil adequado?

“Como disse antes, o programa de voluntariado sem dúvidas será uma das experiências mais enriquecedoras da sua vida. Muitas pessoas pensam em intercâmbio e outras em trabalho voluntário, mas por que não viver ambos juntos. Para mim não teve forma melhor de devolver um pouco à África do Sul tudo o que o país me proporcionou. O perfil adequado para mim são pessoas com o coração aberto e que tenham vontade de doar amor e tempo!

Alguma dica para quem pensa em fazer o voluntariado?

“Escolha um programa sério e com o qual você se identifique. Os dias começam cedo e acabam tarde, o trabalho é duro, mas te prometo que serão os melhores dias da sua vida! Sinceramente, acho muito difícil transmitir em palavras tudo o que eu vivi no intercambio voluntario. Então o meu conselho é: vai! Se joga e sinta todo o amor que sem dúvidas essa experiência te proporcionará!

Foto: Divulgação

Para mais informações, entre em contato com a Intervip pelo e-mail intervip@intervip.tur.br ou pelo telefone (31) 3221-8688