Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

Crítica: “Buscando…” (sem spoilers)

17 de setembro, 2018
Texto: Helena Ivo
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

Cinema. O novo filme da Sony Pictures, “Buscando…” (Searching…, no título original), estreia nesta quinta-feira, 20, nos cinemas brasileiros. O Jornal da Cidade já assistiu e conta o que você pode esperar. A crítica não contém spoilers.

O longa pode ser considerado tanto um drama quanto um thriller-psicológico, dado o enredo do filme. Na trama, David Kim (interpretado por John Cho) é um pai solteiro que decide ajudar na investigação do sumiço de sua filha, Margot Kim (Michelle La), de 16 anos. Um dos detalhes mais “inovadores” é que toda a obra é exibida por meio de telas de computadores ou televisões, similar a Modern Family, em que a protagonista, Claire, comandou todo um episódio por meio de seu laptop e seu iPhone.

John Cho como David Kim, em cena de Buscando…

Aproveitando do recurso de toda a filmagem ser virtual, David se baseia em dados do notebook de sua filha e outros dispositivos tecnológicos para desvendar o mistério do paradeiro de Margot. “Buscando…” foi exibido pela primeira vez no Sundance Film Festival em 21 de janeiro, e a imprensa americana enalteceu o filme com comentários como “uma obra-prima cinematográfica inovadora e intensa”, de acordo com o We Live Entertainment, e até mesmo uma comparação digna de Hitchcock, feita pelo The Playlist, especializado em cinema e séries.

De fato, a direção de Aneesh Chaganty não deixa a desejar. Ao contrário do que alguns possam pensar, a forma como o filme é exibido, tendo logo em sua primeira cena o plano de fundo do finado Windows XP, nos aproxima ainda mais dos personagens. Chaganty tem uma forma simples de fazer com que nos afeiçoemos por Margot e sua família através de todas as fotos e vídeos que são documentadas pelo pai extremamente carinhoso e dedicado, David, desde seu nascimento, até sua adolescência.

E essa afeição, principalmente por David, só aumenta à medida em que o filme nos emerge na dor e no desespero de David em tentar colaborar ao máximo com a investigação da polícia, que segue para um caminho que ele não acredita ser o real desfecho. São quase duas horas sufocantes em que conseguimos nos sentir tão aflitos quanto David. Tempo em que o pai percebe que não conhece a filha tão bem quanto pensava, e faz até mesmo com que ele duvide de sua capacidade de criá-la.

A direção de Aneesh Chaganty foi cuidadosa até mesmo em mostrar o desenvolvimento das formas de tecnologia junto com o crescimento de Margot e também como uma ferramenta crucial para desvendar o mistério, talvez um dos mais agoniantes do cinema neste ano. Além de todo o desenvolvimento do filme que nos deixa com um turbilhão de emoções, “Buscando….” nos fazer pensar nas consequências de estarmos tão ligados nas redes sociais e tão desligados em nossa vida real.

Nota: 9/10

Assista ao trailer:

Além do sul-coreano John Cho, que finalmente teve sua oportunidade de mostrar sua atuação brilhante, Debra Messing (da série Will e Grace) também atua como a detetive Rosemary Vick, responsável pelo caso de Margot Kim.

Foto: Divulgação

Continue acessando o nosso portal para mais críticas dos filmes mais esperados das telonas!