Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

Bailarinas mineiras participam das maiores competições de dança do mundo

10 de abril, 2019
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

Internacional. As irmãs Eloá, 11, e Leona Bimbato, 9, alunas do NúCleo de Dança Alphaville, localizado no Alphaville Centro Comercial, na Lagoa dos Ingleses, em Nova Lima – foram selecionadas para participar das duas maiores competições de dança do mundo, realizadas nos Estados Unidos.

O Youth America Grand Prix (YAGP), acontece de 18 a 20 de abril, em Nova Iorque, e o World Ballet Competition (WBC), de 22 a 27 de abril, em Orlando.

Filhas da professora de ballet Leonora Lima – fundadora do NúCleo de Dança Alphaville, uma das cerca de dez escolas de dança mineiras credenciadas pela Royal Academy of Dance (RAD), sediada em Londres, na Inglaterra – as meninas praticam ballet desde os três anos de idade e são as únicas da categoria de Minas Gerais a participar desses torneios.

Leia também: CCXP inicia venda de ingressos

“Elas entendem bem que estar entre os selecionados já representa uma importante conquista e, também, um desafio a ser vencido com equilíbrio e serenidade, não importa o resultado. Fazendo uma analogia com o universo do esporte – com o qual o brasileiro tem mais afinidade – a YAGP e a WBC são como a Copa do Mundo e as Olimpíadas da dança”, explica Leonora Lima.

Irmãs competem em harmonia

Será a primeira vez em que as irmãs Bimbato se enfrentam numa competição e a dupla se mostra motivada com a nova experiência. “Treinamos juntas e uma ajuda a outra. Mesmo nos momentos mais tensos nos apoiamos e procuramos ficar bem juntas, para trocar boas energias e emoções. Acho muito legal dividir a paixão pela dança com minha irmã e minha mãe”, declara Eloá Bimbato.

Para a caçula Leona Bimbato, o talento e o potencial para participar de competições internacionais foi uma feliz descoberta: “pratico ballet desde pequenininha, mas não sabia que fora do Brasil havia esses torneios. Foi assistindo vídeos de ballet que descobri essas competições e isso me deu vontade de treinar mais para chegar lá”, conta a pequena e determinada bailarina.

Em busca de patrocínio

Determinação e dedicação essa dupla de bailarinas da Grande Beagá tem de sobra. Porém, para garantir a participação das meninas no YAGP e WBC, a família segue em busca de patrocinadores. “Já contamos com alguns parceiros, mas ainda faltam recursos para hospedagem e inscrições, cerca de 20% do investimento total”, conta Leonora Lima.

A irmãs Eloá e Leona Bimbato foram selecionadas para uma categoria pré-competitiva – de 8 a 12 anos de idade. Se participarem e vencerem, as premiações podem ser desde uma bolsa de estudos para um curso de um mês ou recursos financeiros, por exemplo, à conquista de boas colocações em rankings como Top 12 ou Top 15 do mundo.

O suave amadurecimento pela dança

Eloá e Leona Bimbato não são as primeiras alunas do NúCleo de Dança Alphaville a serem selecionadas em renomadas competições de dança. Na escola – criada em 2016, no Alphaville Centro Comercial, em Nova Lima – crianças, jovens, adultos e pessoas da melhor idade descobrem na dança um exercício de equilíbrio para mente e de amadurecimento.

Se divertindo, bailarinas mais jovens não só ampliam a consciência corporal, como se entregam ao desafio de participar de seletivas e torneios nacionais e internacionais como: o Youth America Grand Prix (YAGP), o World Ballet Competition (WBC), o Festival de Dança de Joinville, o Festival Internacional de Dança de Indaiatuba (SP) e o Tanzolymp – XVI Festival Internacional de Dança de Berlim.

Leia também: Galeria de Arte BDMG Cultural recebe roda de conversa

São experiências nas quais essas jovens bailarinas exercitam, também, a persistência e o autocontrole. “Com o apoio dos pais, temos conseguido fazer um trabalho muito sério e que tem como objetivo principal a formação humana. Elas competem por gosto e o prazer pela dança também estimula o desejo por fazer melhor. Isso desenvolve comportamentos como perseverança.

A dança se transforma numa ferramenta que ensina a competir, a ganhar, a perder, a lidar com as frustrações, a treinar e repetir para melhorar e alcançar um objetivo, e a ter autocontrole e equilíbrio emocional nas dificuldades e desafios. Isso sem falar na saúde física. Mesmo que elas não se tornem bailarinas profissionais, são aprendizados para toda a vida”, avalia Leonora Lima.

Sucesso já é tradição

Em 2017, a escola inscreveu 12 bailarinas do clássico livre e do contemporâneo no YAGP, que disputaram vagas com cerca de 500 participantes da América do Sul. Desse grupo, um duo de ballet clássico, composto por meninas de 8 e 9 anos, seguiram para a final do mundial em Nova Iorque, disputado por cerca de mil bailarinos. Essa mesma dupla participou e venceu o Festival CBDD Kids 2018, em Belo Horizonte, promovido pelo Conselho Brasileiro da Dança.

Em 2018, Leonora Lima também inscreveu alunas da categoria infanto-juvenil (até 14 anos) em novas seletivas nacionais do Festival Internacional de Dança de Indaiatuba, do Tanzolymp e do Festival de Joinville. Foram inscritas bailarinas de contemporâneo, jazz dance e ballet clássico.

Serviço:
NúCleo de Dança Alphaville
Local: Alphaville Centro Comercial – Center V (lojas 101, 102, 110 a 113)
Contatos: (31) 3567-9920 / (31) 98988-6192 – E-mail: leonoralima.nucleo@gmail.com

Avalie este conteúdo

×
Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!