Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

Ações auxiliam a prevenção ao Covid-19 no transporte público de BH

24 de março, 2020
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

Saúde. A Prefeitura de Belo Horizonte já está atuando na prevenção ao Covid-19, com medidas que visam diminuir  os riscos de disseminação do Coronavírus nos serviços de transporte público por ônibus, táxi, transporte fretado e transporte escolar.

As ações propostas complementam determinações do decreto 17.298/2020, assinado pelo prefeito Alexandre Kalil. O texto traz medidas para prevenção de contágio e enfrentamento da Covid-19 e também cuidados com a higiene, recomendados pelos órgãos de saúde competentes, em especial a Secretaria Municipal de Saúde.

Nos ônibus (Sistema Convencional e Suplementar)

  • A Prefeitura exigiu a higienização de todos os veículos do transporte coletivo, antes e depois de cada viagem, sobretudo nos locais de maior contato dos usuários (barras de apoio e roletas) e também a manutenção emergencial de todos os equipamentos de ar condicionado;
  • Deve ser disponibilizado kit de higiene pessoal para operador (álcool gel 70% e/ou produto indicado pelos órgãos de saúde) na proporção de 01 (um) por veículo.
  • Os operadores devem fazer a higienização das mãos com água e sabão e/ou álcool gel ao final de cada viagem.
  • Devem ser higienizados volante, manopla do câmbio, freio de estacionamento e demais pontos de contato dos operadores, ao final de cada viagem.
  • Os veículos devem ser totalmente lavados a cada 24 horas (interna e externamente), sendo que os pontos de maior contato dos usuários (corrimãos, balaústres, pega mãos, roleta e pontos de apoio nos assentos) devem ser higienizados em intervalos de até 180 minutos.
  • Veículos com sistema de ar condicionado devem ter manutenção rigorosamente executada, bem como todos os prazos e procedimentos de operação e higienização definidos pelos fabricantes dos equipamentos.
  • Veículos com sistema de climatização (específico para serviço Suplementar) ou básicos (sem ar-condicionado) devem estar com os sistemas de ventilação forçada acionados durante toda a operação, permitindo a circulação do ar.
  • Sempre que possível, as janelas do veículo devem ser mantidas abertas, resguardando os limites de segurança.
  • Operadores com sintomas de Coronavírus não poderão operar os serviços de transporte coletivo.

Nas estações

  • Todas as estações de integração e transferência estão sendo higienizadas pela Prefeitura e a limpeza ostensiva está sendo feita várias vezes ao dia, incluindo sanitários, elevadores, escadas rolantes, corrimãos e áreas de circulação;
  • Os teclados, bancadas das bilheterias e as máquinas de autoatendimento (ATM) devem ser higienizados a cada 90 minutos de operação.
  • Os Concessionários dos Serviços de Transporte Público devem disponibilizar kits de higiene pessoal para operadores das bilheterias (álcool gel 70% e/ou produto indicado pelos órgãos de saúde): 01 (um) por ponto de venda.
  • Notificar os stands de comércio para serem higienizados pelos próprios comerciantes, com especial atenção para os pontos de contato. Deve ser disponibilizado kit de higiene pessoal para uso próprio e dos clientes (álcool gel 70% e/ou produto de higienização indicado pelos órgãos de saúde).

Nos táxis

  • Todos os táxis estão sendo higienizados a cada viagem, sobretudo nos locais de maior contato dos usuários (maçaneta da porta, bancos, apoios).
  • Os operadores devem fazer a higienização das mãos com água e sabão e/ou álcool gel ao final de cada viagem e sempre depois que manusear dinheiro.
  • Devem ser higienizados volante, manopla do câmbio, freio de estacionamento e demais pontos de contato dos taxistas, pelo menos três vezes ao dia.
  • Os veículos poderão operar sem o uso do ar-condicionado e com vidros abertos. Deve-se acionar o ar-condicionado sempre que demandado pelo passageiro, desde que com o sistema de circulação externa do ar esteja ativada.
  • O motorista pode oferecer o álcool gel a 70%, aplicando-o diretamente nas mãos do usuário, se permitido pelo mesmo.
  • O pagamento deve ser feito, preferencialmente, com cartão de débito ou crédito, evitando contato do taxista e passageiro com dinheiro.
  • A máquina do cartão de débito/crédito deve ser higienizada antes e ao final de cada operação.
  • Taxistas com sintomas de Coronavírus não poderão conduzir os veículos em hipótese alguma.
  • Taxistas idosos ou em grupo de risco poderão incluir motorista auxiliar em caráter emergencial.

No transporte escolar

  • Deve ser disponibilizado kit de higiene pessoal para operador (álcool gel 70% e/ou lenço umedecido e/ou produto indicado pelos órgãos de saúde): 01 (um) por veículo.
  • Os operadores de escolar devem fazer a higienização das mãos com água e sabão e/ou álcool gel ao final de cada viagem.
  • Os operadores devem higienizar as mãos antes e depois de fazer a travessia de crianças nas vias públicas, segurando-as sempre pelo punho ou braço.
  • Os veículos devem ser limpos e higienizados a cada 24 horas (interna e externamente), sendo que os pontos de maior contato dos usuários (corrimãos, balaústres, pega-mãos e pontos de apoio nos assentos) devem ser higienizados ao final de cada viagem realizada.
  • Veículos com ar-condicionado, sistema de climatização ou básicos (sem ar-condicionado) devem estar com o sistema de ventilação forçada acionado durante toda a operação, permitindo a circulação do ar.
  • Sempre que possível, as janelas do veículo devem ser mantidas abertas, resguardando os limites de segurança.
  • Operadores com sintomas de Coronavírus não poderão operar os veículos em hipótese alguma.
  • Operadores idosos ou em grupo de risco poderão incluir motorista auxiliar em caráter emergencial (apenas operadores do serviço escolar).

Aos usuários

A Prefeitura recomenda que os usuários do transporte público tomem cuidados de higiene individual, sobretudo antes e depois de utilizar o ônibus, metrô ou táxi:

  • Dar preferência ao pagamento da passagem com cartão BHBus, evitando contatos com dinheiro para operador e usuário.
  • Usuários idosos e pessoas em grupos de risco devem evitar, sempre que possível, o uso do transporte coletivo nos horários de pico.
  • Higienizar as mãos antes e logo após a utilização do transporte público coletivo.

 Comunicação e orientação

  • Cartazes com recomendações para proteção contra o Coronavírus já estão afixados nos ônibus, nas estações e nos táxis do sistema municipal;
  • Informes em áudio e vídeo com orientações são veiculados nas estações e nas TVs dos ônibus;

Cartão BHBUS 

 O Consórcio Operacional do Transporte Coletivo de Passageiros por Ônibus do Município de Belo Horizonte (Transfácil), vem implantando diversas ações como forma de prevenção ao novo coronavírus, o Covid-19. Uma recomendação muito importante para os passageiros é a utilização do cartão BHBUS para o pagamento das tarifas, pois ele evita o contato com outras pessoas e a manipulação de notas e moedas, eliminando assim, mais um agente de risco no contágio e propagação do vírus.

O Cartão pode ser recarregado pelo App BHBUS, pelo site e pela página oficial do Transfácil no Facebook. A recarga e a aquisição do cartão também podem ser feitas nas estações BHBUS – MOVE, Metrô, Posto Floresta. Dúvidas e outras informações podem ser obtidas pelo SAC (31) 3248.7300


Sobre Jornal da Cidade BH:

Portal de notícias de BH e região, com informações sobre eventos empresariais, negócios, economia, política, cobertura social e muito mais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário