Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

Inspirações para o mercado da moda

25 de outubro, 2019
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

Em BH. Feira do Empreendedor 2019 reúne exemplos de empreendedores que criaram negócios de impacto social nesse setor

A moda é a segunda cadeia produtiva que mais emprega em Minas Gerais, sobretudo mulheres. De acordo com a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), há 9.750 empresas da indústria da moda, que empregam mais de 125 mil pessoas no estado. O número de companhias mineiras representa, hoje, 13,5% do segmento em todo o País, fechando o ano de 2018 com saldo comercial positivo de US$ 88 milhões.

O espaço Moda e Beleza – Conexa, montado durante a Feira do Empreendedor do Sebrae Minas, realizada entre os dias 16 e 19 de outubro, em Belo Horizonte, apresentou ideias de modelos de negócios nesses segmentos. Os palestrantes deram dicas para promover a interação emocional do produto com o cliente e desenvolver estratégias de vendas para o segmento, lançando mão de elementos que valorizam a experiência do consumidor e a utilização das novas tecnologias.

Pela primeira vez participando da Feira, as sócias da Libertees Brasil, Daniela Queiroga e Marcela Mafra mostraram como a moda pode contribuir para a formação de um cidadão. “A principal mensagem que podemos deixar é que o retorno financeiro é o meio e não a finalidade. Essa é a preocupação do negócio social, causar um impacto positivo na comunidade e ampliar as perspectivas de pessoas marginalizadas pela sociedade, como no nosso caso, por meio da confecção de roupas em penitenciária”, conta Daniele.

Leia também: Belo Horizonte recebe a Feira do Empreendedor

Segundo Marcela, o projeto busca oferecer condições para as mulheres que estão privadas de liberdade e prepará-las para o mercado de trabalho, após cumprirem sua pena. “Nós oferecemos qualificação profissional e acompanhamento para o desenvolvimento humano. As pessoas que passam por isso enfrentam um preconceito enorme e o projeto ajuda a minimizar essa situação. A Libertees tem dois anos e foi criada com o intuito de mostrar o que tinha de bacana lá dentro”, destaca.

A confecção fica dentro da Penitenciária Estevão Pinto, no Horto. Inicialmente eram produzidos uniformes e ecobags e, mais tarde, começaram a fazer confecção de moda. Quase 100 mulheres já passaram pelo projeto. A marca participará da edição deste ano do Minas Trend, que será realizada entre os dias 22 e 25 de outubro, em Belo Horizonte.

Moda sem gênero

Doze anos trabalhando com moda em Nova Iorque e três participações no reality show Project Runaway. Esse é o mineiro Fábio Costa, criador da NotEqual, que tem como foco produzir peças sem gênero. De acordo com o estilista, o ateliê surgiu em 2013, em Nova Iorque. Desde então ele trabalha sozinho, recorrendo, às vezes, à ajuda de uma costureira. Fábio faz a trilha do desfile, costura, modela, produz a parte gráfica, desenvolve as estampas e faz os testes. Os produtos são quase sob medida.

“Não faço produção, foco no processo criativo de peças individuais. Eu me aproximei dessa fatia do mercado, em que o produto autoral tem mais valor, o que não significa um valor monetário. Faço pesquisa de tecidos, vou em depósitos, pego lençóis que viram forros. Uma forma de resgatar esse lixo urbano, fazendo disso não só uma pesquisa de materiais, mas um resgate de memória”, explica Fábio.

Leia também: Minas é destaque em premiação nacional de gestão

Ele dá duas dicas para quem pretende desbravar esse setor. “Primeiro, não use isso como bandeira, como uma justificativa de produto. E segundo, não pense que é simplesmente uma questão de posicionamento de produto. Isso inclui a questão LGBT, a questão trans, entre outras. Você vai muito na psicologia do vestir, ou seja, é algo além de um simples produto. Pesquise”.

Fotos: Paulo Márcio

Avalie este conteúdo


Sobre Jornal da Cidade BH:

Portal de notícias de BH e região, com informações sobre eventos empresariais, negócios, economia, política, cobertura social e muito mais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário

×
Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!