Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

A sociedade em rede

27 de outubro, 2019
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

Coluna Tatiana Andrade. E os novos dados sobre influenciadores e redes sociais no Brasil

A Revolução Digital e as novas tecnologias trouxeram transformações tão profundas na forma como nos relacionamos, que passamos a configurar uma Sociedade em Rede, em que a principal moeda de troca se tornou – adivinhem? – as conexões.

Passamos a confiar menos nas grandes instituições, empresas, marcas e passamos a confiar mais na opinião das pessoas, gente como a gente. E isso explica perfeitamente os papéis de destaque que as redes sociais e os influenciadores têm tomado no nosso dia-a-dia.

Visto isso, vamos aos novos números, alguns highlights da nova pesquisa desenvolvida pelo Instituto Qualibest, em parceria com a Spark (empresa especializada em Marketing de Influência Digital).

Leia também: Mas afinal, o que é branding e o que é marketing?

Além de comprovarem essa nova dinâmica da sociedade, ela nos conta por meio de dados, um pouco mais sobre a relação dos brasileiros com as redes sociais e com os influenciadores.

  • Perfil de brasileiros que segue influenciadores digitais: 36% de homens e 64% de mulheres; 53% estão no Sudeste, 18% no Nordeste, 17% no Sul e 12% no Centro Oeste e Norte;
  • Por que os brasileiros seguem os influenciadores digitais:
    69% seguem porque os assuntos são de seu interesse e 56% porque querem acompanhar as opiniões, recomendações de produtos e serviços que eles dão;
  • Quais os maiores interesses de quem segue os influenciadores:
    1º) Humor e Comédia 2º) Entretenimento e Cultura 3º) Beleza 4º) Moda 5º) Viagem e Turismo;
  • Instagram, 48% dos brasileiros prefere consumo de conteúdo no feed, 45% no stories enquanto 7% no IGTV;
  • 41% dos usuários assistem stories com áudio desligado e admitem que só ativam o volume se o conteúdo for relevante;
  • Apesar das mudanças realizadas recentemente pelo Instagram em relação à ocultação dos números dos likes, 42% dos usuários não alterou a forma como interagem na rede;
  • A recomendação de produtos faz parte do papel do influenciador, e não é só apreciada, como esperada pelo seguidor: 63% gostam que os influenciadores digitais recomendem produtos, 55% acham que as recomendações feitas por influenciadores são menos invasivas do que os anúncios na internet e TV, 50% costumam pesquisar a opinião de influenciadores digitais antes de comprar produtos e serviços;
  • Pelo menos 76% dos internautas brasileiros já consumiram produtos ou serviços após a indicação de influenciadores digitais.

E como contra números não há argumentos, para quem ainda não acredita no poder da influência e da comunicação em rede, fica o alerta: não se trata de onda passageira, mas de uma transformação social profunda e sempre em movimento.

Cabe a nós aceitarmos, aprendermos e nos transformarmos juntos.

Avalie este conteúdo


Sobre Jornal da Cidade BH:

Portal de notícias de BH e região, com informações sobre eventos empresariais, negócios, economia, política, cobertura social e muito mais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário

×
Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!