Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

Institucional

Tudo começou quando Joffre, que pertencia à diretoria do jornal “Diário de Minas”, desentendeu-se com os parceiros e abandonou a empresa em busca de seus próprios caminhos. Seu inevitável destino era ser empresário do ramo das comunicações. Com o incentivo do amigo Gilberto de Andrade Faria, dono do Banco da Lavoura (então uma das mais conceituadas instituições financeiras do país), Joffre descobriu que a hora de abrir seu próprio jornal tinha chegado.

No dia 1º de setembro de 1959, circulava o primeiro exemplar do Jornal da Cidade e o Automóvel Clube promovia um de seus mais sofisticados e concorridos coquetéis. O JC deu certo.

Em 1990, Joffre faleceu e Humberto Alves Pereira, seu filho, viu-se diante de uma difícil decisão. Formado em Engenharia Civil, mais para agradar à mãe, a senha Hilda Hanum Alves Pereira, Humberto era diretor-responsável e titular da coluna de veículos do JC e, então, tomou as rédeas do Jornal da Cidade para fazer o que realmente sempre gostou e, assim, tocar o negócio do pai. Contou com apoio de diversos amigos e, principalmente, de seu filho, Humbertinho, hoje diretor executivo do JC, para continuar escrevendo a história de Minas. “O Jornal é um líder incontestável na imprensa mineira. Joffre lutou por ele, implantando-o de maneira sólida, tanto que nós continuamos sua tarefa já há mais de 20 anos”, afirma Humberto.

De lá pra cá, o Jornal da Cidade cresceu junto com Belo Horizonte, amadureceu e evoluiu.
Uma evelução crescente. São 53 anos de boas notícias.