Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

Enduro da Independência 2020 sem público, mas com muitas disputas

02 de setembro, 2020
Por: Jornal da Cidade BH
Fotos: Léo Tavares
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

Motociclismo. De origem mineira, o Enduro da Independência ganhou o Brasil até se tornar a mais importante prova da modalidade. Com largada prevista para este dia 3 de setembro, a 38ª edição terá novas trilhas no caminho, desta vez nos circuitos das águas de São Paulo e de Minas Gerais.

A cerimônia de abertura acontece em Socorro (SP) nesta quinta-feira, mas a saída das motos será mesmo na sexta, 4 de setembro. A previsão de chegada é 7 de setembro, em Caxambu (MG).

Novos desafios

Por causa da pandemia, o Enduro da Independência terá novos desafios para os pilotos e um novo formato de cobertura, segundo um dos coordenadores, Lúcio Ribeiro.  “Toda transmissão será online e o foco do evento este ano será única e exclusivamente na competição. Atendendo aos protocolos de segurança não serão realizadas atividades para o público, que não poderá acompanhar presencialmente esta edição do enduro”.

O primeiro dia de prova terá aproximadamente 117 quilômetros, entre Socorro (SP) e Itajubá (MG). No sábado os pilotos percorrem 237 quilômetros; no domingo encaram outros 158 quilômetros. No último dia de competição, 7 de setembro, os pilotos fazem o esforço final e completam mais 123 quilômetros.

Leia também: Atualização da CBR 600RR inclui estilo e parte técnica

Enduro da Independência

É uma prova de longa duração onde atingir o máximo de velocidade não é fator principal (Foto: Léo Tavares)

Regularidade

O Enduro da Independência é de Regularidade, tipo de competição fora de estrada bastante difundida no Brasil. Uma prova de longa duração onde atingir o máximo de velocidade não é fator principal. Dividida em categorias, a prova consiste em roteiro pré-estabelecido e entregue aos pilotos sob a forma de planilha, com indicação da rota a ser seguida e que pode ser composta por trilhas, estradas, travessias de riachos e uma variedade de obstáculos, incluindo a velocidade que devem conduzir em cada trecho.

O vencedor é aquele que cumprir as determinações da planilha da forma mais rigorosa possível, respeitando os limites de velocidade indicados, sem atrasar ou adiantar nos pontos de checagem.

A organização elaborou uma série de medidas a serem adotadas de forma obrigatória por pilotos e equipes de apoio, em que são estabelecidas as diversas formas de precaução em função do momento. As medidas foram adotadas em consonância com os cuidados indispensáveis ao enfrentamento da pandemia e todos os envolvidos com a competição terão que segui-las.

Leia também: Troca de lâmpada halógena por LED mantém garantia da motocicleta

 

Piloto Andre Rezende

Piloto André Rezende, bicampeão da competição na categoria Intermediária (Foto: Georgia Muruci)

Equipes prontas

A expectativa de pilotos e equipes é grande assim mesmo. A MXF Motors, por exemplo, será representada pelo piloto André Rezende, bicampeão da competição na categoria Intermediária. A marca paranaense contará com o apoio da equipe de off-road Q4, que vai participar da prova com 30 pilotos.

Rezende dessa vez disputará a categoria Graduados, pilotando uma MXF300RX. “A expectativa é a mais alta possível, sem contar que é primeira prova depois que começou a pandemia, então está todo mundo muito ansioso. Vou competir esse ano na categoria Graduados e sei que vai ser uma prova de nível muito alto. Eu e minha MXF estamos prontos”, comenta o piloto de Lavras (MG).

Leia também: Um Distinguished Gentlemans Ride diferente, mas com o mesmo objetivo

Embaixadora

A equipe Honda também está em ponto de bala para o Enduro da Independência. A atual bicampeã da competição na categoria Feminina, Bárbara Neves será mais uma vez embaixadora da prova. “É uma honra e responsabilidade muito grande. Estou muito feliz, porque é uma prova que desde criança eu participava de forma indireta, com o apoio para meu pai”, relembra a goiana de 20 anos.

Para ela, o objetivo para este ano é buscar novamente o lugar mais alto do pódio, com a CRF 250F. “A moto está bem ajustada e eu, preparada física e psicologicamente. Este ano tem sido um grande desafio, estamos vivendo um momento diferente, mas tenho certeza de que faremos o que for necessário para termos uma competição segura”, destaca Bárbara.

Hexacampeão da competição, Dário Júlio comemora 20 anos de participação no Enduro da Independência. “É praticamente uma vida, com muitas histórias, amigos e conquistas. Sou grato por todas as oportunidades em cada edição que participei”, evidencia o mineiro, que representará o time na categoria Brasil, para motos de fabricação nacional, com a CRF 250F.

Vice-campeão em 2019 na categoria Elite, Tunico Maciel, recém-chegado do Rali Jalapão, conta que se preparou bastante para viver essa maratona. “A volta das competições me deixou muito entusiasmado. Adaptei meus treinos para esse momento, já que não será possível o descanso necessário”, conta o piloto, que embarca na sequência do Independência para o Rali RN 1500.

Leia também: Lubrificação e energia em dia

Serviço:

  • 38º Enduro da Independência
  • Data: 3 a 7 setembro 2020
  • Largada: Socorro (SP)
  • Chegada: Caxambu (MG)
  • Total da prova: 635 km
  • Acesse: endurodaindependencia.com

Redes Sociais:

  • Instagram: instagram.com/SocorroDestinoDuasRodas
  • Facebook: facebook.com/SocorroDestinoDuasRodas
  • YouTube: youtube.com/SocorroDestinoDuasRodas
  • Twitter: twitter.com/Socorro2Rodas

Programação:

3/9 – quinta-feira

  • Local: Parque da Cidade – Socorro (SP)
  • 8h – Abertura da secretaria de prova e colocação das motos no Parque Fechado
  • 19h – Cerimônia de abertura

4/9 – sexta-feira

  • 1º dia – Socorro (SP) – 117 km
  • 7h – Largada do primeiro piloto – Parque da Cidade – Socorro (SP)
  • 13h – Chegada do primeiro piloto – Parque da Cidade – Socorro (SP)
  • 19h – Resumo do dia e briefing

5/9 – sábado

  • 2º dia – Socorro (SP) a Itajubá (MG) – 237 km
  • 6h – Largada do primeiro piloto – Parque da Cidade – Socorro (SP)
  • 14h – Chegada do primeiro piloto – Kartódromo de Itajubá (MG)
  • 19h – Resumo do dia e briefing

6/9 – domingo

  • 3º dia – Itajubá (MG) a Caxambu (MG) – 158 km
  • 7h – Largada do primeiro piloto – Kartódromo de Itajubá (MG)
  • 12h – Chegada do primeiro piloto – Centro de Convenções de Caxambu (MG)
  • 19h – Resumo do dia e briefing

7/9 – segunda-feira

  • 4º dia – Caxambu (MG) – 123 km
  • 7h – Largada do primeiro piloto – Centro de Convenções de Caxambu (MG)
  • 13h – Chegada do primeiro piloto – Centro de Convenções de Caxambu (MG)
  • 18h – Premiação – Parque da Cidade – Centro de Convenções de Caxambu (MG)





Sobre Jornal da Cidade BH:

Portal de notícias de BH e região, com informações sobre eventos empresariais, negócios, economia, política, cobertura social e muito mais.

1 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Hermes Dagoberto 4 de setembro de 2020

    Gostei do assunto de sua divulgação, gostaria de ver se é pertinente para meu site.

    Sds.

Avatar
Deixe um comentário