Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

Com novos grafismos, X-ADV continua divertido

09 de agosto, 2019
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

Linha 2019. Maxiscooter da Honda traz controle de tração ajustável, freios com ABS e suspensão de longo curso

Rústico e sofisticado ao mesmo tempo. Assim pretende parecer o X-ADV, o maxiscooter da Honda que chega à sua linha 2019 este mês no mercado nacional. Com novas cores e grafismos, o modelo tem preço sugerido de R$ 55.998,00.

A versão 2019 é equipada com motor bicilíndrico de 745 cc e câmbio de seis marchas sequencial DCT (Dual Clutch Transmission). Com capacidade para 13,1 litros o tanque de combustível permite percorrer até 300 quilômetros.

O modelo traz ainda controle de tração HSTC (Honda Selectable Torque Control), ajustável em dois níveis e da tecla G, a fim de otimizar o uso em fora de estrada. Suspensões reguláveis de longo curso e freios de origem esportiva com ABS completam a parte ciclística, na qual se destaca o chassi tubular de aço.

Leia também: Honda mantém estilo naked da CB 1000R

O X-ADV foi desenvolvido para ser divertido, uma vez que pode ser usado nos deslocamentos cotidianos nas cidades ou também encara bem uma estrada para viagens e até em pisos menos favorecidos de estradinhas de terra vicinais.

A atitude off-road é percebida através das suspensões de longo curso, indicadas para encarar terrenos difíceis, e pela escolha das rodas raiadas calçadas com pneus mistos. Os freios contam com sistema ABS de dois canais e dimensionamento digno de uma maxitrail de alta performance.

O sistema de freios possui um par de discos flutuantes de 296 mm na dianteira e cálipers de quatro pistões fixados radialmente. Atrás o disco é simples, com 240 mm e cáliper de pistão simples.

Há teclas posicionadas no punho esquerdo do guidão para permitir ainda realizar trocas de marchas, através de um simples toque com a ponta do dedo indicador (subir marchas) ou do polegar (reduzir marchas).

Detalhes como o guidão de alumínio cônico, protetores de mão e o painel de instrumentos vertical entregam o caráter fora de estrada do X-ADV. O para-brisa tem cinco níveis de regulagem, cavalete central e a Smart-Key.

O sistema de iluminação full-LED é composto por um grupo ótico dianteiro duplo complementado por indicadores de direção. Atrás, ficam a lanterna de lente dupla e o par de indicadores de direção.

Equipado com painel digital LCD, o X-ADV oferece uma instrumentação completa, com velocímetro digital central, conta-giros circular e indicador de marcha inserida.

Na parte superior e inferior da tela retangular foram posicionadas diversas luzes-alerta enquanto informações de consulta mais frequente como dados de consumo, autonomia restante e opções relativas ao HSTC ocupam a parte superior do display. Nível de combustível, modo de transmissão selecionado, relógio, temperatura ambiente, hodômetros (total/parcial) e calendário completam as informações da tela.

Leia também: Porsche Cayenne esbanja tecnologia e sofisticação

O espaço de 21 litros de capacidade sob o assento permite abrigar um capacete integral e dispõe de iluminação por LED e tomada 12 V.

A suspensão dianteira, regulável na pré-carga da mola e no amortecimento em extensão, tem curso de 153,5 mm. A suspensão traseira tem curso de 150 mm, no qual o conjunto mola-amortecedor – que pode receber regulagem na pré-carga da mola – está articulado ao sistema progressivo Pro-Link que comanda a balança de alumínio de braços assimétricos.

A especificação das suspensões, tanto em dimensão quanto em especificação, permitem à X-ADV filtrar adequadamente as irregularidades do piso. A distância livre em relação ao solo é de 162 mm e o peso em ordem de marcha, com tanque cheio, é de 238 kg. A altura do assento em relação ao solo é de 820 mm enquanto a do guidão é de 910 mm.

A roda dianteira de 17 polegadas e a traseira de 15 polegadas tem aros de alumínio e raios de aço inox tipo tangencial; os pneus são do tipo misto (120/70 R17 à frente e 160/60 R15 atrás) com válvulas de enchimento em “L” que facilitam o controle da pressão. A transmissão final por corrente é envolvida por um cárter que a preserva de poeira e outros agentes externos que poderiam reduzir sua vida útil.

O modelo pode ser equipado, opcionalmente, de um Kit Top Box, composto de mala traseira de 35 litros de capacidade, cujo encaixe ocorre sem que haja necessidade de adaptações. Outro acessório opcional é o protetor de carenagem, uma estrutura tubular que é fixada em pontos originais sem necessidade de alterações e ajustes.





FOTOS DIVULGAÇÃO JC/HONDA

Avalie este conteúdo


Sobre Jornal da Cidade BH:

Portal de notícias de BH e região, com informações sobre eventos empresariais, negócios, economia, política, cobertura social e muito mais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário

×
Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!