Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

MRV Engenharia projeta investir cerca de R$ 900 milhões em 2018

03 de Janeiro, 2018

Em Minas. A empresa deverá lançar 8.934 imóveis no estado até o final deste ano

A MRV Engenharia está otimista em relação às perspectivas do setor de construção econômica em Minas Gerais 2018, apesar do cenário macroeconômico atual, que ainda oferece grandes desafios, o diretor comercial de vendas da MRV, Yuri Chain está muito otimista com resultados já obtidos pela companhia na região e projeta mais investimentos.

Segundo Yuri Chain, até o final do ano de 2018, a MRV investirá cerca de R$ 900 milhões para o lançamento de 8.934 unidades habitacionais na região, sendo 5.338 unidades na região metropolitana e na capital, 464 unidades em Sete Lagoas, 1.040 em Montes Claros, 384 em Governador Valadares e outros 1.708 apartamentos no Triângulo Mineiro, com Valor Geral de Vendas (VGV) potencial de R$ 1,4 bilhão. Com esse investimento a empresa projeta chegar em 2018 com um aumento de mais de 20% na sua força de trabalho no estado.

De acordo com os resultados operacionais de 2017, as vendas contratadas da MRV em Minas Gerais alcançaram a marca de R$ 715,7 milhões nos primeiros nove meses do ano, esse resultado reforça ainda mais a importância do estado na operação da construtora que se mantém como o segundo em vendas entre os 22 estados onde a MRV está presente. Yuri afirma que o momento atual está propicio para a compra de terrenos e a empresa conta com um land bank muito robusto no estado. O executivo ressalta que o mercado de imóveis econômicos ainda é muito carente e o funding dos clientes da MRV é o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) com financiamento das faixas 1,5, 2 e 3 do programa habitacional do governo Federal, o Minha Casa, Minha Vida, cujas regras mantém condições excepcionais para o financiamento do primeiro imóvel, com juros abaixo da inflação. O Minha Casa, Minha Vida está sendo uma injeção de adrenalina para a empresa que já tem hoje um a cada 200 brasileiros morando em um imóvel construído pela MRV.

Foto: Divulgação