Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

Outubro Rosa do Instituto Mário Penna

14 de outubro, 2019
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

Ações. Campanha deste ano tem o apoio do grupo “As Perennials”, formado pelas influenciadoras Cris Guerra, Daniella Zupo, Fernanda Ribeiro e Natália Dornellas

Cerca de 30% dos casos de câncer de mama poderiam ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis, como a prática de atividade física, alimentação saudável e o controle do peso corporal, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Com o foco na prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama, o Instituto Mário Penna lança sua campanha Outubro Rosa com o mote: “A Prevenção Protege Você”. A partir do dia 1° de outubro, os tons de rosa tomarão conta da Instituição e o lançamento da campanha será marcado pelo já tradicional desfile, no Hospital Luxemburgo, de pacientes de câncer de mama. Elas também serão as estrelas de um outro desfile, só que desta vez na rua. Na passarela, que será montada no bairro Barro Preto pela agência Fox e a Associação Comercial do Barro Preto, no evento Barro Preto Fashion Week, no dia 18 de outubro.

E para agregar ao time das nossas pacientes, a campanha do Instituto Mário Penna terá a participação das “Perennials”, grupo formado pelas comunicadoras e influenciadoras Cris Guerra, Daniella Zupo, Fernanda Ribeiro e Natália Dornellas. Em apoio à instituição e à causa do outubro rosa, elas fotografaram para a campanha, de forma voluntária e, junto com as nossas pacientes, serão as estrelas da nossa campanha. Duas delas vivenciaram de perto a experiência do câncer de mama. A Cris Guerra, que perdeu a mãe vítima da doença, e a Daniella, que teve câncer de mama aos 42 anos.

Outra grande novidade do Outubro Rosa deste ano será o lançamento do “Entrelaçadas”, grupo de apoio e acolhimento às pacientes em tratamento e pós-tratamento do câncer de mama. Uma vez por mês, as mulheres se reunirão com os profissionais da Psicologia e da Humanização, com o apoio de clínicos da Mastologia e da equipe multidisciplinar. Os efeitos colaterais do tratamento do câncer de mama causam impacto físico, emocional e psicossocial ás pacientes, mexendo com a  autoestima em decorrência da quimioterapia, da radioterapia e da cirurgia na mama.

A campanha de comunicação foi criada agência Casasanto, com participação gratuita da produtora de vídeo Qu4rto Studio e do estúdio fotográfico 618. O Outubro Rosa será amplamente divulgada por meio de peças informativas distribuídas gratuitamente para todos que solicitarem o material, além de anúncios em TV, rádio, revistas, jornais e backbus além de todas as redes sociais do Instituto. Todas estas veiculações sempre realizadas com gratuidade de mídia doada pelos veículos de comunicação e empresas de publicidade e parceiros. Esta iniciativa da Instituição também tem recebido o apoio de parceiros importantes como Lojas Rede, Supermercados BH e Droga Clara.

Durante todo o mês, também serão realizadas ações para promover a prevenção do câncer de mama que contarão com a participação de pacientes dando os seus depoimentos sobre o enfretamento da doença e superação, além de Mastologistas passando informações sobre prevenção e sintomas da doença. Estas ações serão realizadas em empresas parceiras da Instituição, como Lojas Rede, Droga Clara e Vallourec, Vale, Sada entre outras.

Para contribuir com o diagnóstico precoce da doença, o Instituto também irá disponibilizar, em acordo com a Secretária Municipal de Saúde, 1.000 mamografias gratuitas para a população, sem a necessidade de passar pelo posto de saúde antes. Para poder realizar o exame, a solicitante deverá ter de 50 a 69 anos e não ter realizado o exame nos últimos dois anos. Estes critérios são determinados pelo Ministério da Saúde. Dentro dessas condições, os exames de mamografia já podem ser agendados na Central de Marcação de Consultas e Exames do Instituto Mário Penna pelo telefone (31) 3349-1212.

A mastologista do Instituto, Kerstin Kapp Rangel, destaca que a forma de fazer um diagnóstico mais eficiente é realizando regularmente o exame clínico das mamas e a mamografia. Isso, porque segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), se a mulher tem diagnosticado um câncer de mama em estágio precoce, a chance de cura é acima de 90%.

Foto: Arthur Senra

Avalie este conteúdo


Sobre Jornal da Cidade BH:

Portal de notícias de BH e região, com informações sobre eventos empresariais, negócios, economia, política, cobertura social e muito mais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário

×
Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!