Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

Nefrostar, a primeira clínica premium de Nefrologia em MG

30 de setembro, 2019
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

Saúde. Primeira clínica premium em Nefrologia do estado chega a Belo Horizonte liderada pelas empresárias Laura Amorim e Dra. Sandra Vilaça

No próximo dia 4 de outubro será inaugurada, em Belo Horizonte, a primeira clínica premium de Nefrologia em Minas Gerais. A clínica Nefrostar surge de uma oportunidade que se apresentou inicialmente na vida de Laura Amorim, empresária mineira, que conheceu um modelo alternativo de tratamento dialítico oferecido a seu pai, doente renal crônico.

Após o contato com esse novo modelo de tratamento, se desenvolve uma parceria mais robusta. A PH Serviços Médicos, radicada em São Paulo/SP e fundada por Maurício Carvalho, e a Alta Consulting Participações, original de Brasília/DF e gerida sob a responsabilidade do médico especialista em nefrologia, Dr. Sérgio Raimundini Cavechia, já desenvolviam um modelo premium de tratamento dialítico em ambas as cidades.

Com essa expertise e em busca de expansão, foi identificada demanda reprimida em Belo Horizonte pelo serviço premium em Nefrologia. Diante disso, Laura convida a médica nefrologista, Dra. Sandra Vilaça, bem como outro médico nefrologista, Dr. Bruno Biluca, e em conjunto com os dois grupos desenvolvem o conceito da clínica Nefrostar, visando oferecer um novo modelo de tratamento dialítico para aqueles que precisam.

A clínica

Na Nefrostar, será oferecido um novo conceito no tratamento de pacientes portadores de Doença Renal Crônica – DRC, exclusivo e de alto padrão, com equipe multidisciplinar composta por médicos, enfermeiros, nutricionista, assistente social e psicólogo.

Segundo Laura Amorim, o foco da Nefrostar é a qualidade de vida. Além do tratamento hemodialítico, a clínica oferecerá o Personal Transfer, que consiste no traslado de pacientes feito por motoristas próprios, trazendo maior conforto e autonomia ao paciente e seus familiares. A clínica oferecerá ainda Diálise Domiciliar, Diálise em Trânsito (para pacientes que constantemente viajam), serviço de Personal Diet, Podologia e Fisioterapia; terapias auxiliares que promovem melhora na condição clínica do paciente renal.

Leia também: Perder peso sem perder qualidade de vida

Outro aspecto importante priorizado pela Nefrostar é o tratamento humanizado, que pressupõe a união entre a qualidade técnica e o relacionamento desenvolvido entre paciente, familiares e equipe médica. Para Dra. Sandra, essa forma de conduzir a prática medicinal “é fundamental, pois na insuficiência renal o tratamento não só interfere no paciente, como também na família, uma vez que várias mudanças de hábito são necessárias. É importante entender o paciente para o sucesso no tratamento, que deve respeitar os valores e as condições do paciente.”

Atenção e Cuidado

A doença renal é silenciosa, muitas vezes sem sintomas, e vem apresentando crescente prevalência no Brasil e no mundo, conforme dados do Ministério da Saúde (MS). A insuficiência renal crônica atinge, em graus variados, cerca de 10 milhões de brasileiros.

Não há como delimitar um grupo da população mais vulnerável a desenvolver uma DRC. Existem sim fatores de risco que podem desencadear a doença. Se a pessoa possui Diabetes, Hipertensão Arterial Sistêmica, casos de DRC na família, histórico de doença no aparelho circulatório, fuma, está acima do peso e/ou possui mais de 50 anos, deve procurar um médico para a realização de exames.

No geral, os cuidados preventivos são a ingestão adequada de água, alimentação saudável e prática regular de exercícios físicos. Além disso, é fundamental solicitar atenção de seu médico para dados relacionados a creatinina e/ou urina, que apresentam indicadores de alteração renal mais perceptíveis. É indicado monitorar a função renal anualmente, principalmente em pacientes diabéticos, hipertensos ou que tenham algum histórico familiar de doença renal. A prevenção continua sendo a melhor forma de cuidar da saúde do corpo.

O tratamento

Após diagnosticada a DRC, é iniciada a Terapia Renal Substitutiva. No Brasil, a modalidade mais comum é a hemodiálise. Sua aplicação segue um padrão de prescrição que pode provocar nos pacientes sintomas físicos e má adaptação ao tratamento, causando desconforto adaptativo.

Com equipamentos novos e de última geração, a Nefrostar oferecerá a Hemodia- filtração – HDF. O HDF é uma evolução do tratamento a pacientes dialíticos. Há uma série de substâncias não filtradas na hemodiálise convencional que são retiradas pela HDF. Essas substâncias, como a Beta2 Microglobulina, estão associadas a infecções e mortalidade.

Leia também: Fibromialgia e lúpus são foco de conscientização no “Fevereiro Roxo”

Esse modelo de tratamento minimiza os efeitos a longo prazo da hemodiálise convencional, como a desmineralização óssea, anemia, insuficiência cardíaca congestiva e neuropatia. O HDF é a modalidade mais moderna, uma vez que se controla melhor a retirada de líquidos e possibilita mais precisão no controle de peso interdialítico, com maior estabilidade hemodinâmica. Em países da Europa, como a Suíça, esse tratamento já é o principal, atendendo 70% dos pacientes.

Por fim, Dra. Sandra destaca a importância de o paciente, se possível, realizar uma diálise personalizada, feita de acordo com sua condição clínica e valores. Para ela, “a tecnologia e o conhecimento técnico aumentam a qualidade de vida física do paciente, mas o tratamento só estará completo se o paciente se sentir bem com sua condição, sua família, e sentir confiança no profissional que o atende.”

Nefrostar, a primeira clínica premium de Nefrologia em MG
5 (100%) 2 voto[s]


Sobre Jornal da Cidade BH:

Portal de notícias de BH e região, com informações sobre eventos empresariais, negócios, economia, política, cobertura social e muito mais.

Senha o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário

×
Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!