Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

Como cuidar do cabelo na gravidez?

31 de outubro, 2017
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

Muita gente acha que o auge da beleza da mulher acontece durante a gravidez. Se depender dos cabelos, essa é uma verdade.
“Durante a gravidez o cabelo normalmente fica muito bom devido aos hormônios e as vitaminas que as grávidas acabam ingerindo”, conta Leticia Motta, tricologista e cabelereira do The Jazz, ela mesma grávida de cinco meses.

Ao longo da vida, em situações normais, entre 85 e 95% do seu cabelo está crescendo, enquanto o resto fica numa “fase de repouso”. Depois dessa fase de repouso, o cabelo cai (por exemplo quando se escova ou lava o cabelo), e um novo fio nasce no lugar. Em média, a mulher perde 100 a 150 fios de cabelo por dia. 

Na gravidez, crescem os níveis do hormônio estrogênio, o que prolonga a fase de crescimento dos fios. Assim, o cabelo cai menos, e as mechas ficam mais volumosas. “Algumas mulheres também notam que os cabelos ficam mais brilhantes na gravidez”, conta ela.

Química
Segundo Letícia, No The Jazz não indicam para grávidas realizarem nenhum tipo de coloração permanente nem alisamentos em geral. “O produto químico entra em contato com a raiz do cabelo e vai direto para a corrente sanguínea, o que pode prejudicar o bebê”, explica.

Em alguns casos realizam retoques com tonalizantes dependendo da liberação do médico, já que estes são menos agressivos devido a ausência de amônia. De toda maneira, eles podem ser realizados após a 12a semana gestação. Mas nem tudo está perdido. “Aqui no salão também temos um tratamento com pigmento para as grávidas que querem disfarçar os brancos 100% natural, nunca tivemos uma contraindicação médica.

Caso a cliente queira fazer mechas, recomendável também após a 12a semana, a solução é o ombré hair, já que as mechas pegam da metade do cabelo para a raiz e não entram em contato com o couro cabeludo, e assim não prejudicam o feto.
Também existem colorações à base de henna 100% naturais, que não contenham iodo ou amônia em sua composição.

Amamentação
O problema começa com a amamentação, onde normalmente ocorre queda . Ela é percebida, geralmente, entre o segundo e terceiro mês após o parto, etapa de grande grande oscilação hormonal.
“No pós-parto, quando ocorre uma diminuição brusca desses hormônios, junto com estresse e cansaço característicos desse momento há uma aceleração do ciclo dos fios.
É importante que durante e depois da gestação, a mulher mantenha uma alimentação o mais saudável possível”, explica Letícia.
A lista inclui itens ricos em ferro, zinco, cobre e vitamina B6, como frutas secas, banana, legumes, vegetais verde-escuros, grãos integrais… sempre aliados a uma Terapia Capilar desenvolvida por um tricologista. “No The Jazz desenvolvemos um programa de Terapia Capilar especial pós parto que é maravilhoso para crescimento e fortalecimento”, finaliza.

Serviço:
Rua Alvarenga Peixoto, 591 – Lourdes
Tel: (31) 4136-0470
Funcionamento: ter-sábado 10h – 18h
Instagram: thejazzlourdes

Foto: Gui Barros

Avalie este conteúdo


Sobre Jornal da Cidade BH:

Portal de notícias de BH e região, com informações sobre eventos empresariais, negócios, economia, política, cobertura social e muito mais.