Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

Assistência para pacientes com sintomas da dengue é reforçada

22 de abril, 2019
Por: Jornal da Cidade BH
Foto: Pixabay
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

Saúde. A Prefeitura de Belo Horizonte está atuando para aumentar o horário de funcionamento das unidades, abrir novos serviços e agilizar os atendimentos. Neste sábado, dia 20, estarão abertos, das 8h às 17h, os centros de saúde São Paulo (Nordeste), Santa Terezinha (Pampulha), Tirol (Barreiro) e Andradas (Venda Nova) para atendimento exclusivo aos pacientes com sintomas da dengue, os endereços das unidades estão disponíveis no portal da Prefeitura.

A definição dos locais foi feita a partir do número de casos nas regiões em que há maior incidência de doença.

A partir das 19h de segunda-feira, dia 22, será aberta uma Unidade de Reposição Volêmica na UPA Centro-Sul. O local será para atendimento exclusivo de pacientes que precisarem receber hidratação por soro e terá cerca de 25 leitos. O serviço funcionará 24 horas e receberá os pacientes encaminhados pelas outras UPAs. Houve ainda, reforço de enfermeiros nas unidades, insumos e capacidade de exames.

Leia também: Enxaqueca: mitos e verdades

Vagas abertas

Desde o dia 11 deste mês foram contratados 70 profissionais, sendo 37 médicos. Ainda há 68 vagas abertas para médicos e 87 para outras categorias que atuam na área da saúde. Os interessados devem cadastrar seus dados no banco de currículos eletrônico, disponível no portal da Prefeitura.

Especialista alerta para a prevenção de Dengue, Chikungunya e Zika Vírus

O estado está em situação de alerta para o aumento no número de casos das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, como a Dengue e as febres Chikungunya e Zika.

Segundo o último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), divulgado no dia 15 de abril, em 2019, até o momento, o estado teve registrados 121.699 casos prováveis (casos confirmados + suspeitos) de dengue, 14 óbitos por dengue confirmados e 48 óbitos em investigação para dengue. Em relação à Febre Chikungunya, já foram registrados 1.228 casos prováveis e, em relação à Zika, foram registrados 465 casos prováveis da doença.

Os sintomas para as três doenças são febre, dor de cabeça, dores no corpo, dores nas articulações, dor no fundo dos olhos, manchas avermelhadas pelo corpo pruriginosas ou não, náuseas, vômitos e diarreia. de acordo com o especialista, no caso da Dengue, a mais comum e perigosa, os riscos são maiores.

Como combater o Aedes aegypti

É preciso se alertar para a prevenção das doenças. “A maneira mais simples de conter a transmissão é por meio da eliminação dos criadouros das larvas destes mosquitos. Pode-se alcançar esse objetivo evitando o acúmulo de lixo, jogando-se fora pneus velhos, tampando cisternas e caixas d’água, virando a boca de garrafas para baixo, colocando areia nos vasos de planta, não deixando vasilhas destampadas, instalando telas nas janelas para evitar a entrada do mosquito dentro de casa, entre outras diversas ações ensinadas incansavelmente para a sociedade pela mídia”, destaca o médico infectologista da Vitallis, Leonardo Soares.

Leia também: Unimed-BH inaugura hospital em Betim

“Por fim, a dengue também pode ser evitada através da vacinação. A vacinação não está disponível pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e apresenta contraindicações específicas que devem ser avaliadas por meio de uma consulta médica. As febres Zika e Chikungunya ainda não possuem vacinas disponíveis. Todo cuidado agora é pouco”, alerta  Leonardo.

Leia tudo sobre saúde na sessão Bem Estar, no nosso site.

Avalie este conteúdo


Sobre Jornal da Cidade BH:

Portal de notícias de BH e região, com informações sobre eventos empresariais, negócios, economia, política, cobertura social e muito mais.