Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

Cemig realiza projeto AI6% – Formando Cidadãos

15 de março, 2019
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

Beneficente. Objetivo é conscientizar empregados sobre como destinar recursos a instituições de bem-estar social por meio do Imposto de Renda

Desde o último dia 7 de março, os brasileiros que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018 devem declarar o Imposto de Renda (IR). O prazo para a entrega é até 30 de abril, mas o que muitos não sabem é que o cidadão que faz a declaração pelo modelo completo pode destinar até 6% do seu imposto devido aos Fundos da Infância e do Adolescente (FIAs).

As leis federais de incentivo também permitem que as empresas destinem até 1% do seu tributo devido. Algumas, além de fazer a destinação do valor, conscientizam e incentivam os seus funcionários sobre a destinação do IR devido. A Cemig, por exemplo, por meio do Programa de Voluntariado Empresarial, possui um projeto denominado “AI6% – Formando Cidadãos”. Essa iniciativa contribui com centenas de entidades beneficentes, tanto destinando 1% do seu imposto devido, quanto incentivando os seus empregados a destinarem até 6% do IR devido para os FIAs.

A última campanha da Cemig envolveu a participação de 1.788 funcionários, que destinou recursos para 89 municípios, beneficiando 169 instituições. O montante destinado pelos empregados foi de R$ 1,3 milhão, e o investido pela Empresa foi de R$ 1,7 milhão. No total, foram aportados cerca de R$ 3 milhões para atendimento a, aproximadamente, 25 mil crianças e adolescentes.

Como fazer a doação

No ato da declaração, as pessoas podem contribuir com os projetos sociais dos FIAs, destinando até 3% do seu imposto devido. O montante a ser destinado é indicado pelo próprio programa da Receita Federal e o contribuinte não tem nenhum ônus com esse tipo de “doação”, já que na verdade trata-se apenas de um redirecionamento do imposto de renda devido a uma instituição beneficente.

Outra forma de efetivar essa doação é destinando até 6% do IR devido, se pessoa física, e até 1%, se pessoa jurídica, até o último dia bancário do ano base. Neste caso, o contribuinte precisa realizar a destinação para um Conselho da Criança e do Adolescente de sua preferência e informar que realizou essa doação em sua declaração. O valor doado no ano anterior retorna para a pessoa, adicionado ao imposto de renda a ser restituído ou reduzindo o imposto de renda a ser pago.

Apadrinhamento

Atualmente, a Cemig possui cerca de cem padrinhos de instituições que buscam captar recursos do Imposto de Renda devido dos empregados para essas organizações. Além disso, a companhia destina 1% do imposto devido para dividir igualmente a essas instituições. Ano passado, foram R$ 1,7 milhão divididos de forma igual para 169 entidades.

Avalie este conteúdo


Sobre Jornal da Cidade BH:

Portal de notícias de BH e região, com informações sobre eventos empresariais, negócios, economia, política, cobertura social e muito mais.