Jornal da Cidade BH | Notícia boa também dá audiência!

BH recebe exposição inédita de fósseis

01 de julho, 2019
Jornal da Cidade BH Notícia boa também dá audiência!

História. Desde a última semana o Museu das Minas e do Metal (MM Gerdau) passou a exibir parte do seu acervo inédito de fósseis, exposto pela primeira vez desde a inauguração do Museu. São cerca de 100 peças sendo a mais antiga com cerca de 540 milhões de anos. Os fósseis representam a Era Paleozoica, além de um recorte especial da Era Mesozoica, oriundas da Chapada do Araripe, região que se estende pelo Ceará, Pernambuco e Piauí.

A exposição Fósseis: do mar à conquista da terra leva os visitantes a uma viagem a milhões de anos. Eles compreenderão como a vida se desenvolveu na Era Paleozoica, que durou quase 300 milhões de anos (541-251 Ma). A visita é gratuita e pode ser feita até o dia 8 de setembro.

Tour

A viagem começa no módulo dedicado ao Mar Primitivo, onde será possível ver fósseis que representam o início da vida marinha, em seguida os “viajantes” seguem para o Pântano, onde poderão acompanhar a transição dos seres entre mar e terra que aconteceu há 423 e 358 milhões de anos. A viagem termina ao chegar à Floresta, onde encontrarão fósseis que contam a história dos primeiros répteis. Animais que se desenvolveram a partir da evolução de alguns anfíbios.

Leia também: Maior evento de tecnologia e hacking da América Latina chega a BH

Com um recorte especial, a exposição faz um salto para a Era Mesozoica (252-66 Ma), no Período Cretaceo, apresentando a Chapada do Araripe, o maior sítio paleontológico do Brasil. A região se evidencia tanto pela pluralidade quanto pela qualidade dos fósseis lá encontrados. Os visitantes poderão conferir na exposição alguns fósseis deste importante sítio que revelam a história da evolução também no território brasileiro.

“Nesta exposição, os visitantes poderão compreender como se deu o início da vida no planeta. Em nosso recorte apresentamos a Era Paleozoica e seus marcos. Esta exposição visa atender a curiosidades dos jovens que visitam o Museu, principalmente no período de férias. É uma oportunidade única do público em geral conhecer, de maneira concreta, a evolução das espécies que habitaram nosso planeta há milhões de anos”, explica Andrea Ferreira, geóloga e curadora de Geociências do Museu.

Leia também: UFMG oferece transporte adaptado no campus Pampulha

Um dos destaques é a Chapa do Araripe

Um dos maiores sítios paleontológicos do mundo, a Chapada do Araripe recebe espaço de destaque na exposição. “A importância de trazer a Chapada do Araripe em destaque é mostrar a relevância paleontológica que esse sítio brasileiro representa mundialmente. Os fósseis encontrados na região abrangem fauna e flora, em excelente estado de conservação e estão presentes em museus do mundo todo”, explica a geóloga.

Serviço:
Exposição Fósseis: do mar à conquista da terra
Data: 27 de junho a 08 de setembro – Horário de funcionamento do Museu
Entrada gratuita
Endereço: MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal (Prédio Rosa – Praça da Liberdade)


Sobre Jornal da Cidade BH:

Portal de notícias de BH e região, com informações sobre eventos empresariais, negócios, economia, política, cobertura social e muito mais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário